Imprensa livre e independente
05 de julho de 2018, 08h06

Mulher nos EUA quebra a perna e implora para que não chamem a ambulância por causa do preço

"Você sabe quanto custa uma ambulância?", indagou a passageira, que repetia a todo momento que o custo poderia chegar a milhares de dólares

Foto: Reprodução
Um caso dramático revela como o acesso à rede de saúde sofre graves limitações quando se é pobre nos Estados Unidos. Uma mulher de 45 anos ficou presa no vão entre o trem e a plataforma com um corte que chegava ao osso. O resgate dos funcionários da estação localizada em Massachussetts chegou para ajudar. Passageiros ajudavam a empurrar o trem para que ela conseguisse ser levada para a plataforma. Tremendo e chorando de dor, ela implorava para que não chamassem uma ambulância. “Você sabe quanto custa uma ambulância?”, indagou a mulher, que repetia a todo momento que o custo...

Um caso dramático revela como o acesso à rede de saúde sofre graves limitações quando se é pobre nos Estados Unidos. Uma mulher de 45 anos ficou presa no vão entre o trem e a plataforma com um corte que chegava ao osso. O resgate dos funcionários da estação localizada em Massachussetts chegou para ajudar. Passageiros ajudavam a empurrar o trem para que ela conseguisse ser levada para a plataforma. Tremendo e chorando de dor, ela implorava para que não chamassem uma ambulância.

“Você sabe quanto custa uma ambulância?”, indagou a mulher, que repetia a todo momento que o custo poderia chegar a milhares de dólares. A notícia foi publicada pelo ‘Boston Globe’ nesta segunda-feira (2).

O drama da mulher de 45 anos comoveu as redes sociais. A postagem no Twitter teve mais de 6.700 retuítes e 13 mil curtidas.

Os demais passageiros permaneceram solidários à mulher. Um homem ficou a todo momento atrás dela para que pudesse apoiar o corpo sobre ele. Um outro rapaz colocou uma garrafa de água gelada sobre a perna dela. Ao menos dez pessoas empurraram a composição até a mulher conseguir se soltar. Algumas pessoas ajudaram a envolver a perna da mulher em uma compressa.

Veja também:  Donald Trump prepara campos de concentração para imigrantes latinos nos Estados Unidos

Uma testemunha disse acreditar que a passageira não teve nenhuma culpa no ocorrido, ocasionado pela distância entre o trem e a plataforma que chegaria a cinco polegadas.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum