Imprensa livre e independente
29 de outubro de 2018, 12h10

Na primeira entrevista, Paulo Guedes diz que Mercosul não é prioridade em resposta grosseira a jornalista

Guedes mostrou em sua primeira entrevista após a vitória nas urnas as semelhanças com Bolsonaro. "Você tá vendo que tem um estilo que combina com o do presidente, né? Porque a gente fala a verdade. A gente não está preocupado em te agradar.”

Paulo Guedes (Reprodução/Youtube)
Provável ministro da Fazenda de Jair Bolsonaro, Paulo Guedes tratou uma jornalista argentina de forma ríspida ao ser questionado sobre o Mercosul. “Mercosul não é prioridade. Não. Não é prioridade. Tá certo? É isso que você quer ouvir? É isso?”, respondeu o economista, mostrando irritação. Calado durante a campanha após defender bandeiras anti-populares, como a recriação de imposto aos moldes da CPMF, Guedes mostrou em sua primeira entrevista após a vitória nas urnas as semelhanças com Bolsonaro. “Você tá vendo que tem um estilo que combina com o do presidente, né? Porque a gente fala a verdade. A gente não...

Provável ministro da Fazenda de Jair Bolsonaro, Paulo Guedes tratou uma jornalista argentina de forma ríspida ao ser questionado sobre o Mercosul. “Mercosul não é prioridade. Não. Não é prioridade. Tá certo? É isso que você quer ouvir? É isso?”, respondeu o economista, mostrando irritação.

Calado durante a campanha após defender bandeiras anti-populares, como a recriação de imposto aos moldes da CPMF, Guedes mostrou em sua primeira entrevista após a vitória nas urnas as semelhanças com Bolsonaro. “Você tá vendo que tem um estilo que combina com o do presidente, né? Porque a gente fala a verdade. A gente não está preocupado em te agradar.”

Bolsonaro, quando ainda era deputado, tratou de forma grosseira vários jornalistas. Em um dos casos, ele chama uma jornalista da Rede TV de “idiota”. Também bastante exaltado, Bolsonaro estendia a mão em direção à repórter fazendo ameaças, enquanto ela tentava se defender.

Veja o vídeo:

Veja também:  Paulo Guedes x Rodrigo Maia, a mais nova crise do governo Bolsonaro

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum