AO VIVO
21 de Abril de 2014, 09h00

“Não conheço ninguém que seja a favor do aborto”, diz Eduardo Campos

Após participar da missa de Páscoa em Aparecida, pré-candidato à Presidência pelo PSB defendeu legislação atual sobre o aborto e afirmou não ver razão para mudá-la Por Redação Eduardo Campos, ex-governador de Pernambuco e pré-candidato à Presidência da República pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), afirmou, no último domingo (20), ser contra a prática do aborto, “como […]

Após participar da missa de Páscoa em Aparecida, pré-candidato à Presidência pelo PSB defendeu legislação atual sobre o aborto e afirmou não ver razão para mudá-la

Por Redação

Eduardo Campos foi à missa acompanhado da esposa Renata e dos 5 filhos (Reprodução/Twitter)

Eduardo Campos foi à missa acompanhado da esposa Renata e dos 5 filhos (Reprodução/Twitter)

Eduardo Campos, ex-governador de Pernambuco e pré-candidato à Presidência da República pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), afirmou, no último domingo (20), ser contra a prática do aborto, “como cristão, cidadão, pai de cinco filhos”.

Após participar da missa de Páscoa, realizada no Santuário Nacional de Aparecida, interior de São Paulo, Campos chamou de “adequada” a legislação brasileira, que autoriza a interrupção da gravidez em casos de risco à vida da mulher (aborto terapêutico), violência sexual e anencefalia do feto – esta última excessão foi aprovada pelo Supremo Tribunal Federal em 2012. “Acho que minha posição é a posição de todos. Não conheço ninguém  que seja a favor do aborto. A legislação brasileira já prevê as circunstâncias e os casos e não vejo porque se altere a legislação que o Brasil já tem”, declarou.

O pernambucano adiantou que sua campanha apresentará posição “clara” em relação ao tema. “Vou tratar durante a campanha como já tratei em outras campanhas que fiz e já tenho posição pública sobre o tema”, apontou.

Campos foi à cerimônia acompanhado da esposa Renata e de seus 5 filhos. Ao final da celebração, ele e Alexandre Padilha, pré-candidato do PT ao governo de São Paulo, foram convidados pelo cardeal Dom Raymundo Damasceno Assis, presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), para um café da manhã em sua casa.

Foto de capa: Eduardo Campos e o cardeal Dom Raymundo Damasceno Assis (Reprodução/Twitter)