Imprensa livre e independente
11 de março de 2018, 12h31

“Não entendi o escândalo”, diz Alexandre Borges sobre vídeo com travestis

"Era uma coisa de pessoas tomando uma cerveja. Eu estava me divertindo, me descontraindo, uma coisa supernatural. Nada pesado”

(Foto: Divulgação/TV Globo)
O ator Alexandre Borges falou pela primeira vez sobre um vídeo que circulou na internet em 2016, quando aparece com duas travestis em um quarto de hotel. “Não entendi muito bem uma coisa assim ser um escândalo, vamos dizer assim. Era uma coisa de pessoas tomando uma cerveja. Eu estava me divertindo, me descontraindo, uma coisa supernatural. Nada pesado”, afirmou a Mônica Bergamo, da Folha. “Ali ninguém está fazendo mal a ninguém. Não tem desrespeito. Foi chegando gente, de repente tocou uma música, uma menina começou a dançar e gravaram”, diz. “Não me preocupei em saber que gênero era, que raça era,...

O ator Alexandre Borges falou pela primeira vez sobre um vídeo que circulou na internet em 2016, quando aparece com duas travestis em um quarto de hotel. “Não entendi muito bem uma coisa assim ser um escândalo, vamos dizer assim. Era uma coisa de pessoas tomando uma cerveja. Eu estava me divertindo, me descontraindo, uma coisa supernatural. Nada pesado”, afirmou a Mônica Bergamo, da Folha.

“Ali ninguém está fazendo mal a ninguém. Não tem desrespeito. Foi chegando gente, de repente tocou uma música, uma menina começou a dançar e gravaram”, diz. “Não me preocupei em saber que gênero era, que raça era, que partido era… Não tem isso”, acrescentou.

O ator falou ainda que lida com pessoas de todos os tipos. “Sou um cara humanista, de esquerda, vamos dizer assim, que acredita que cada um tem o direito de fazer o que quiser da vida. Respeito o espaço de cada um como quero que respeitem o meu.”

 

Veja também:  Fórum Onze e Meia | No dia 26, Bolsonaro pode virar defunto político

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum