Imprensa livre e independente
27 de outubro de 2015, 14h28

Não sabe o que é assédio sexual? Veja este vídeo

A youtuber Jout Jout explica, em menos de dez minutos, que o assédio sexual pode acontecer de formas escancaradas ou mais sutis

A youtuber Jout Jout explica, em menos de dez minutos, que o assédio sexual pode acontecer de formas escancaradas ou mais sutis Por Redação Na última semana, as discussões sobre assédio ganharam as redes por conta dos comentários com conotação sexual de que foi alvo uma participante do programa MasterChef Júnior, da TV Bandeirantes. Em resposta às mensagens, o coletivo feminista Think Olga lançou a campanha #PrimeiroAssédio, em que diversas pessoas, sobretudo mulheres, compartilharam episódios de abuso sofridos durante a infância e adolescência. Nesta terça-feira (27), a youtuber Jout Jout deu sua contribuição ao debate com um vídeo sobre a questão. Em fevereiro deste...

youtuber Jout Jout explica, em menos de dez minutos, que o assédio sexual pode acontecer de formas escancaradas ou mais sutis

Por Redação

Na última semana, as discussões sobre assédio ganharam as redes por conta dos comentários com conotação sexual de que foi alvo uma participante do programa MasterChef Júnior, da TV Bandeirantes. Em resposta às mensagens, o coletivo feminista Think Olga lançou a campanha #PrimeiroAssédio, em que diversas pessoas, sobretudo mulheres, compartilharam episódios de abuso sofridos durante a infância e adolescência. Nesta terça-feira (27), a youtuber Jout Jout deu sua contribuição ao debate com um vídeo sobre a questão.

Em fevereiro deste ano, a vlogger já havia abordado o tema da violência contra a mulher em um vídeo sobre relacionamentos abusivos:

Leia também – “Todo mundo que é legal é feminista”: entrevista com Jout Jout

Veja também:  Bancada do PT comemora Greve Geral e afirma que vai atuar para derrubar reforma da Previdência

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum