ASSISTA
29 de Maio de 2015, 13h57

NET demite funcionário que assediou cliente pelo Whatsapp

A jornalista Ana Prado denunciou o caso pelo Facebook; após a postagem, outras histórias semelhantes vieram à tona

A jornalista Ana Prado denunciou o caso pelo Facebook; após a postagem, outras histórias semelhantes vieram à tona

Por Redação

Na última quinta-feira (28), a operadora de serviços de telecomunicações NET demitiu o funcionário que assediou uma cliente via Whatsapp. A denúncia da jornalista Ana Prado, postada no Facebook na terça (26), fez com que outros casos semelhantes viessem à tona.

Em nota, a empresa informou que, paralelamente à demissão, Ana registrou um boletim de ocorrência sobre o caso para que seja apurado também na esfera criminal. “A empresa está reforçando a orientação junto a todos os colaboradores sobre seu código de conduta ética e das consequências do uso indevido de informações de clientes”, informa o texto.

Segundo relato de Ana Prado, o funcionário havia ligado naquele dia pela manhã para oferecer um pacote promocional. A jornalista informou que não estava interessada e desligou. Depois, recebeu as mensagens no aplicativo do celular. Ela fez imagens da conversa e postou em sua conta no Facebook (confira aqui).

“Isso é invasivo para caramba. Inclusive, pode render processo para você e para a empresa onde você trabalha”, respondeu Ana no aplicativo. “Perdão pela imensa invasão”, escreveu o rapaz, aos risos, recusando-se a apagar o contato da cliente de seu aparelho. “Caso queira me processar ou processar quem quer que seja, fique à vontade… Terei o prazer de ganhar a causa.”

Confira o comunicado divulgado pela NET:

“NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em relação aos fatos relatados pela cliente Ana Prado, a NET informa que o atendente foi identificado e desligado de suas funções na data de ontem, 27/05/2015. Paralelamente, foi registrado um Boletim de Ocorrência pela cliente e o caso seguirá os trâmites usuais da esfera criminal.

A empresa está reforçando a orientação junto a todos os colaboradores sobre seu código de conduta ética e das consequências do uso indevido de informações de clientes.

Aproveitamos a oportunidade para divulgar o e-mail [email protected], canal exclusivo para comunicação de eventuais desvios de conduta de colaboradores próprios ou terceiros. Todos os casos reportados são rigorosamente averiguados.

A NET reforça, ainda, que repudia qualquer comportamento inadequado por parte de colaboradores e que não mede esforços em zelar pela integridade e sigilo das informações de seus clientes.

Por fim, como neste caso, asseguramos que serão tomadas todas as medidas cabíveis para coibir práticas em desacordo com os valores da empresa.