Imprensa livre e independente
21 de novembro de 2018, 15h25

No Rio, Guarda Municipal joga mais de 100 livros de morador de rua no lixo, segundo jornalista

Homem é conhecido na região do Leblon como "seu" João e vendia ou trocava os livros na Praça Cazuza, no Leblon, para sobreviver.

O jornalista Ancelmo Góis, em sua coluna no jornal O Globo desta quarta-feira (21), informou que guardas municipais do Rio de Janeiro jogaram no lixo cerca de 100 livros de um morador de rua do Leblon. Segundo o jornalista, o homem é conhecido na região como “seu” João e vendia ou trocava os livros na Praça Cazuza, no Leblon, para sobreviver. Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais A ação teria ocorrido durante a madrugada na semana passada, quando os guardas municipais pegaram os livros e jogaram em...

O jornalista Ancelmo Góis, em sua coluna no jornal O Globo desta quarta-feira (21), informou que guardas municipais do Rio de Janeiro jogaram no lixo cerca de 100 livros de um morador de rua do Leblon.

Segundo o jornalista, o homem é conhecido na região como “seu” João e vendia ou trocava os livros na Praça Cazuza, no Leblon, para sobreviver.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

A ação teria ocorrido durante a madrugada na semana passada, quando os guardas municipais pegaram os livros e jogaram em uma caçamba da empresa que faz a limpeza pública.

“Mesmo sob protesto dele e de um grupo que estava no bar da frente, os guardas jogaram cerca de 100 livros no caçamba. Um pouco à frente, a uns 25 metros, as mesas de dois outros bares impediam a passagem dos pedestres — mas quanto a isso os agentes nada fizeram. O caso foi parar na 14ª DP”, relata o jornalista.

Veja também:  Comerciante que matou morador de rua em Santo André é colecionador de armas

Agora que você chegou ao final desse texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum