Imprensa livre e independente
06 de setembro de 2018, 11h46

No Twitter, Alckmin chama Temer de ilegítimo

"O problema do governo Temer não são os ministros, mas o presidente, que não tem nem a liderança nem a legitimidade necessárias", disse o tucano.

Geraldo Alckmin respondeu aos vídeos com as críticas de Michel Temer ao PSDB e ao candidato tucano. Em seu perfil no Twitter, o candidato tucano chamou Temer de ilegítimo: “O problema do governo Temer não são os ministros, mas o presidente, que não tem nem a liderança nem a legitimidade necessárias”, disse o tucano. “Eu não votei no Temer, ele era da chapa da Dilma. Eles se escolheram duas vezes. Houve um impeachment, acompanhado de perto pelo STF, e nós temos responsabilidades para com o Brasil e os brasileiros. Votamos no que acreditamos, independentemente de fazer parte do governo”, completou...

Geraldo Alckmin respondeu aos vídeos com as críticas de Michel Temer ao PSDB e ao candidato tucano. Em seu perfil no Twitter, o candidato tucano chamou Temer de ilegítimo: “O problema do governo Temer não são os ministros, mas o presidente, que não tem nem a liderança nem a legitimidade necessárias”, disse o tucano.

“Eu não votei no Temer, ele era da chapa da Dilma. Eles se escolheram duas vezes. Houve um impeachment, acompanhado de perto pelo STF, e nós temos responsabilidades para com o Brasil e os brasileiros. Votamos no que acreditamos, independentemente de fazer parte do governo”, completou Alckmin em seu perfil no microblog.

O presidente Michel Temer divulgou em sua conta do Twitter, na noite desta quarta-feira (5), um vídeo direcionado ao candidato à presidência pelo PSDB, Geraldo Alckmin.

No vídeo, o emedebista “rebate” as críticas feitas ao seu governo pelo tucano em sua campanha eleitoral. Alckmin, que tem sido colocado como o “candidato de Temer”, afirma em sua campanha que o Brasil piorou em inúmeras áreas como educação, saúde e geração de empregos.

Veja também:  Senadores contrários ao decreto das armas estão sofrendo ameaças

Ajude a financiar a cobertura da Fórum nas eleições 2018. Clique aqui e saiba mais.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum