07 de fevereiro de 2019, 20h14

Números atualizados do crime de Brumadinho: 157 mortos e 182 desaparecidos

Novo equipamento permite a localização em tempo real de cada bombeiro, que pode solicitar apoio ou socorro

A Defesa Civil atualizou os números do crime de Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais. Até o momento foram confirmados 157 mortos, sendo 134 identificados, 182 desaparecidos, 192 resgatados e 393 localizados após o rompimento da barragem. Apesar da chuva no local, cerca de 50 homens e 16 máquinas continuaram a revirar a lama, nesta quinta-feira (7), durante o 14º dia de buscas. Segundo a corporação dos bombeiros, 250 aparelhos de geolocalização auxiliam os militares que atuam na chamada zona quente, uma novidade que começou a ser utilizada. Tempo real Conforme declarou o tenente-coronel Anderson Passos, o...

A Defesa Civil atualizou os números do crime de Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais. Até o momento foram confirmados 157 mortos, sendo 134 identificados, 182 desaparecidos, 192 resgatados e 393 localizados após o rompimento da barragem.

Apesar da chuva no local, cerca de 50 homens e 16 máquinas continuaram a revirar a lama, nesta quinta-feira (7), durante o 14º dia de buscas.

Segundo a corporação dos bombeiros, 250 aparelhos de geolocalização auxiliam os militares que atuam na chamada zona quente, uma novidade que começou a ser utilizada.

Tempo real

Conforme declarou o tenente-coronel Anderson Passos, o equipamento permite a localização em tempo real de cada bombeiro, que pode solicitar apoio ou socorro.

Ainda de acordo com o tenente-coronel, a tecnologia consegue marcar quantos passos foram dados pelos bombeiros e por onde eles passaram.

Com informações do G1

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.