Imprensa livre e independente
20 de setembro de 2016, 10h42

“Nunca me coloquei como alguém de esquerda”, diz Marta Suplicy

Em entrevista à Folha, candidata a prefeita de São Paulo disse que não sente qualquer constrangimento em estar no PMDB, partido de Michel Temer e Eduardo Cunha.

Em entrevista à Folha, candidata a prefeita de São Paulo disse que não sente qualquer constrangimento em estar no PMDB, partido de Michel Temer e Eduardo Cunha Por Redação Em entrevista à Folha de S. Paulo nesta segunda-feira (19), a candidata a prefeita de São Paulo Marta Suplicy afirmou que nunca se apresentou como uma pessoa de esquerda. A declaração foi dada ao comentar sua saída do PT e o ingresso no PMDB, partido de Michel Temer e Eduardo Cunha. Ao ser questionada se não sentia constrangimento em estar na mesma legenda do ex-presidente da Câmara, acusado de corrupção, Marta despistou. “Todos...

Em entrevista à Folha, candidata a prefeita de São Paulo disse que não sente qualquer constrangimento em estar no PMDB, partido de Michel Temer e Eduardo Cunha

Por Redação

Em entrevista à Folha de S. Paulo nesta segunda-feira (19), a candidata a prefeita de São Paulo Marta Suplicy afirmou que nunca se apresentou como uma pessoa de esquerda. A declaração foi dada ao comentar sua saída do PT e o ingresso no PMDB, partido de Michel Temer e Eduardo Cunha.

Ao ser questionada se não sentia constrangimento em estar na mesma legenda do ex-presidente da Câmara, acusado de corrupção, Marta despistou. “Todos os partidos grandes têm pessoas investigadas e pessoas conservadoras. O que me atraiu no PMDB é a capilaridade, estrutura partidária forte no Senado. É um partido que não tem cabresto, não tem encaminhamento de votos, as pessoas ali têm muita independência”, respondeu.

Para ler a entrevista na íntegra, clique aqui.

Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Veja também:  Lula: “Eu gostaria de fazer uma delação contra o Moro, o TRF-4, o delegado, o Dallagnol”

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum