Imprensa livre e independente
18 de janeiro de 2018, 08h05

“O Cunha nomeou todo o governo Temer”, afirma Renan Calheiros

Senador do MDB usou o Twitter para escancarar a influência do então deputado sobre o governo: “Cunha sempre teve três metas: influir nas delações (premiadas) transferindo suas responsabilidades; aprovar o impeachment [de Dilma Rousseff] e governar”.

Senador do MDB usou o Twitter para escancarar a influência do então deputado sobre o governo: “Cunha sempre teve três metas: influir nas delações (premiadas) transferindo suas responsabilidades; aprovar o impeachment [de Dilma Rousseff] e governar”. Da Redação* O senador Renan Calheiros (MDB-AL) afirmou que o ex-deputado Eduardo Cunha “não nomeou apenas os vices da Caixa, mas todo o governo Temer”. “[Cunha] Sempre teve três metas: influir nas delações (premiadas) transferindo suas responsabilidades; aprovar o impeachment [de Dilma Rousseff] e governar”, escreveu Renan no Twitter. As informações são de Julia Lindner, do Estado de S.Paulo. Ajude a Fórum a fazer...

Senador do MDB usou o Twitter para escancarar a influência do então deputado sobre o governo: “Cunha sempre teve três metas: influir nas delações (premiadas) transferindo suas responsabilidades; aprovar o impeachment [de Dilma Rousseff] e governar”.

Da Redação*

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) afirmou que o ex-deputado Eduardo Cunha “não nomeou apenas os vices da Caixa, mas todo o governo Temer”. “[Cunha] Sempre teve três metas: influir nas delações (premiadas) transferindo suas responsabilidades; aprovar o impeachment [de Dilma Rousseff] e governar”, escreveu Renan no Twitter. As informações são de Julia Lindner, do Estado de S.Paulo.

Ajude a Fórum a fazer a cobertura do julgamento do Lula. Clique aqui e saiba mais.

Desde o ano passado, o senador acusa o governo de Michel Temer de ser “comandado” por Cunha, que está preso desde outubro de 2016. Em novembro, Renan criticou a indicação de Carlos Marun (MDB-MS), um dos principais aliados de Cunha, para a Secretaria de Governo. Na época, ele disse que seria “mais inteligente nomear diretamente Eduardo Cunha para ser ministro da articulação política”.

Veja também:  Zé Dirceu envia áudio antes de voltar à cadeia: “o vulcão já está em erupção”. Ouça

Na última terça-feira, Temer decidiu afastar, por 15 dias, quatro vice-presidentes da Caixa que são suspeitos de corrupção. Uma auditoria independente contratada pela Caixa tem o relato de um dos dirigentes afastados, Antônio Carlos Ferreira, que afirmou ter sofrido pressão de Cunha. Segundo ele, Cunha teria sido agressivo e mencionado que ele só estava mantido no cargo por sua causa.

*Com informações do Estado de S.Paulo e do Brasil 247

Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum