Imprensa livre e independente
18 de setembro de 2017, 08h55

O “inútil” Roger faz pouco caso de 800 milhões que passam fome no mundo

Luciana Genro comentava um informe da ONU. O “inútil” prontamente compartilhou com a sua inteligência e refinamento habituais: “Chupa”.

Luciana Genro comentava um informe da ONU. O “inútil” prontamente compartilhou com a sua inteligência e refinamento habituais: “Chupa”. Da Redação Em um comentário em um post da ex-deputada Luciana Genro (PSOL) em sua página no twitter, o “inútil” Roger conseguiu traduzir com precisão o que é o como pensam ele e sua “turma”. Luciana comentava um informe da ONU dizendo que 800 milhões de pessoas (11% da população) passam fome no mundo. A seguir ela pergunta para quem o capitalismo deu certo. Um internauta responde com desfaçatez, como se o fato de quase um bilhão de pessoas estarem com...

Luciana Genro comentava um informe da ONU. O “inútil” prontamente compartilhou com a sua inteligência e refinamento habituais: “Chupa”.

Da Redação

Em um comentário em um post da ex-deputada Luciana Genro (PSOL) em sua página no twitter, o “inútil” Roger conseguiu traduzir com precisão o que é o como pensam ele e sua “turma”.

Luciana comentava um informe da ONU dizendo que 800 milhões de pessoas (11% da população) passam fome no mundo. A seguir ela pergunta para quem o capitalismo deu certo.

Um internauta responde com desfaçatez, como se o fato de quase um bilhão de pessoas estarem com fome não significasse nada: “Pra 89%, ué”.

O “inútil” prontamente compartilhou com a sua inteligência e refinamento habituais: “Chupa”.

O “inútil” Roger, com a sua pouca elaboração, não consegue nem se dar conta que um bilhão com fome podem – e provavelmente farão –  o seu mundinho que dá certo desabar, cedo ou tarde.

 

Veja também:  Gilmar Mendes encaminha à Justiça Eleitoral em BH inquérito sobre Aécio Neves

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum