Imprensa livre e independente
29 de maio de 2018, 16h37

“O Muro”, documentário sobre impeachment de Dilma, estreia em junho

O documentário é feito a partir do muro de metal construído na Esplanada dos Ministérios, em 2016, para dividir manifestantes contra e a favor de Dilma

O documentário “O Muro”, de Lula Buarque de Holanda, que registra as manifestações que tomaram o país nos meses que antecederam o impeachment da presidenta Dilma Rousseff, estreia no dia 07 de junho no Rio (Estação) e em 14 de junho em São Paulo (Cine SESC). Veja o trailer aqui. Distante do premiado “O Processo”, de Maria Augusta Ramos, o documentário traz uma abordagem nova e um tanto inusitada, a partir do muro de metal construído na Esplanada dos Ministérios, em 2016, para dividir manifestantes contra e a favor de Dilma. O contrassenso é estabelecido pelo próprio local, concebido pelos...

O documentário “O Muro”, de Lula Buarque de Holanda, que registra as manifestações que tomaram o país nos meses que antecederam o impeachment da presidenta Dilma Rousseff, estreia no dia 07 de junho no Rio (Estação) e em 14 de junho em São Paulo (Cine SESC).

Veja o trailer aqui.

Distante do premiado “O Processo”, de Maria Augusta Ramos, o documentário traz uma abordagem nova e um tanto inusitada, a partir do muro de metal construído na Esplanada dos Ministérios, em 2016, para dividir manifestantes contra e a favor de Dilma. O contrassenso é estabelecido pelo próprio local, concebido pelos arquitetos Oscar Neyemeyer e Lúcio Costa como um espaço de união entre os poderes e a população.

E é tomando como símbolo o muro e como objetos principais da narrativa os protagonistas do seu entorno que o documentário se desenvolve. Ao misturar perplexidade e realidade, o diretor conduz o espectador a outros muros mais perenes, mas nem por isso menos vergonhosos, como o de Berlim e o que separa a Palestina de Israel.

Nova Fase de Lula Buarque

Veja também:  Câmara recebe primeiros requerimentos para convocar Sérgio Moro após vazamento de conversas

O Muro marca uma nova fase na carreira do Lula, que deixa de integrar o quadro de sócios-diretores da Conspiração Filmes – empresa da qual foi um dos co-fundadores, e se dedica a desenvolver o núcleo audiovisual da Espiral. Focado em projetos autorais de cinema, televisão e arte, Lula Buarque também coordena o núcleo de produção de conteúdo, onde trabalha em parceria com profissionais de roteiro, direção, tecnologia e arte, colaborando para diversos projetos com sua vasta experiência nas áreas de criação e produção.

Com informações do Mídia Ninja

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum