INSCREVA-SE JÁ
07 de Maio de 2018, 12h13

O Processo, documentário sobre o golpe, é premiado em Portugal

Documentário, que estreia no Brasil em maio, levou dois prêmios

O documentário “O Processo”, de Maria Augusta Ramos, que acompanha o julgamento de impeachment da Dilma Rousseff, foi escolhido, neste sábado (5), como melhor longa-metragem pelo público e também pelo Júri Silvestre, no festival de cinema português IndieLisboa.

O Júri Silvestre premia filmes com linguagem original e que rejeitam fórmulas. O filme teve estreia mundial no Festival de Berlim, em fevereiro, e deve chegar aos cinemas brasileiros no dia 17/5.

De acordo com o site do festival, o prêmio se deve à linguagem cinematográfica do filme, “que permite que façamos as nossas próprias observações. Pela sua montagem aberta, que é fluente e elegante. Um drama político contado através da narrativa clássica sem cair no classicismo gramatical e formal”.

O Festival informa ainda que “O Processo é um filme sobre a política brasileira que também mostra o processo universal de deslegitimação das instituições republicanas e lança uma nova luz sobre os perigos que ameaçam a democracia contemporânea”.

A apresentação encerra dizendo que “este é um filme sobre as estruturas da vida humana que nunca perde a humanidade e as emoções – um tipo de filme que gostaríamos de ver mais no cinema contemporâneo”.

O repórter Ivan Longo, da Revista Fórum, assistiu à premiere do documentário em São Paulo e, além de comentar o filme, entrevistou a diretora e vários protagonistas. Leia aqui.