Imprensa livre e independente
22 de outubro de 2018, 20h10

Onda de violência política preocupa Lula, revela Anete Roese, pastora luterana. Vídeo

Pastora visita o ex-presidente e relata que ele demonstra grande preocupação com as ameaças, perseguições e morte de quem defende a democracia

Foto: Reprodução/Vídeo De acordo com a pastora evangélica Anete Roese, da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB), Lula demonstra muita apreensão em consequência do aumento da vilência política no país, com a ocorrência frequente de pessoas sendo ameaçadas, perseguidas e até mortas em nome de um projeto político antidemocrático. As informações são de Luís Lomba, da Agência PT de Notícias. Anete visitou o ex-presidente na tarde desta segunda-feira (22) e revelou, após o encontro, que ambos conversaram sobre religião, política e da trajetória de líderes mundiais pela paz, como Gandhi, Mandela e Martin Luther King Jr. A pastora...

Foto: Reprodução/Vídeo

De acordo com a pastora evangélica Anete Roese, da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB), Lula demonstra muita apreensão em consequência do aumento da vilência política no país, com a ocorrência frequente de pessoas sendo ameaçadas, perseguidas e até mortas em nome de um projeto político antidemocrático. As informações são de Luís Lomba, da Agência PT de Notícias.

Anete visitou o ex-presidente na tarde desta segunda-feira (22) e revelou, após o encontro, que ambos conversaram sobre religião, política e da trajetória de líderes mundiais pela paz, como Gandhi, Mandela e Martin Luther King Jr.

A pastora alertou sobre o risco de a violência sair de controle. “As pessoas pensam que a violência que elas praticam ou desejam a outros ficará longe delas, mas na verdade ela vai entrar em nossas casas, vai atingir nossos filhos, por isso precisamos lutar por um projeto de paz”, destacou.

O ódio contra o PT, na avaliação de Anete, é, na verdade, dirigido aos pobres. “Não é ódio ao partido, mas àqueles que alguns grupos entendem que não devem ter direitos. E não são só minorias, mas também mulheres, negros”, ressaltou.

Veja também:  É melhor Bolsonaro cair? Apostas, binarismos e incertezas

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum