Imprensa livre e independente
09 de setembro de 2008, 12h57

Opinião: Semana começa com mais um desafio

Está prevista para esta terça-feira, 9, a votação do projeto de lei nº 6.206/2005 da senadora Fátima Cleide (PT/RO). A aprovação da matéria está sendo aguardada por mais de um milhão de funcionários que atuam nas escolas de ensino básico como educadores, mas que ainda não estão enquadrados como profissionais de educação

Está prevista para esta terça-feira, 9, a votação do projeto de lei nº 6.206/2005 da senadora Fátima Cleide (PT/RO). A aprovação da matéria está sendo aguardada por mais de um milhão de funcionários que atuam nas escolas de ensino básico como educadores, mas que ainda não estão enquadrados como profissionais de educação Por Redação A semana pode ser histórica para os funcionários de escola. Está prevista para esta terça-feira (09) a votação do projeto de lei nº 6.206/2005 da senadora Fátima Cleide (PT/RO) na Comissão de Educação do Senado. Caso seja aprovada a matéria que reconhece na Lei de Diretrizes...

Está prevista para esta terça-feira, 9, a votação do projeto de lei nº 6.206/2005 da senadora Fátima Cleide (PT/RO). A aprovação da matéria está sendo aguardada por mais de um milhão de funcionários que atuam nas escolas de ensino básico como educadores, mas que ainda não estão enquadrados como profissionais de educação

Por Redação

A semana pode ser histórica para os funcionários de escola. Está prevista para esta terça-feira (09) a votação do projeto de lei nº 6.206/2005 da senadora Fátima Cleide (PT/RO) na Comissão de Educação do Senado. Caso seja aprovada a matéria que reconhece na Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) esses funcionários como profissionais da educação, irá direto à sanção do Presidente Lula e a categoria poderá comemorar uma reivindicação de mais de dez anos de luta.

A aprovação representará mais uma conquista histórica para a Educação neste ano: a primeira foi a aprovação do Piso Salarial Nacional para o magistério da educação básica pública. A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) vai acompanhar e pressionar pela aprovação do projeto. Várias entidades filiadas à Confederação já confirmaram que contarão com representações de funcionários de escola durante a votação.

Veja também:  VÍDEO: Formandos de Medicina da Federal do Sergipe protestam: "Bolsonaro inimigo da Educação"

A aprovação da matéria está sendo aguardada por mais de um milhão de funcionários que atuam nas escolas de ensino básico como educadores, mas que ainda não estão enquadrados como profissionais de educação.

A senadora Fátima Cleide já avisou que tudo fará para agilizar a aprovação da matéria no Congresso. O Ministro da Educação, Fernando Haddad, garante que o governo apóia a medida e já deu o seu sinal verde.

Nossa opinião é que está passando da hora desses profissionais conquistarem a valorização e o reconhecimento que tanto leiteiam e que possam ter em breve uma remuneração mais adequada e justa à função que exercem.

________________________
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), conta com com 36 entidades filiadas espalhadas por 26 Estados, 5 municípios e No Distrito Federal
________________________
As opiniões manifestadas no artigo são da responsabilidade dos autores e não representam necessariamente as opiniões da revista Fórum.

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum