Imprensa livre e independente
14 de agosto de 2015, 11h04

Os boatos mais recentes envolvendo Dilma em 2015

Confira a lista dos principais boatos que circularam na internet sobre a presidenta em 2015

Confira a lista dos principais boatos que circularam na internet sobre a presidenta em 2015 Por Pragmatismo Político Em tempos de instabilidade política, notícias falsas sobre Dilma Rousseff têm se propagado com facilidade na internet. A seguir, confira a lista dos principais boatos envolvendo o nome da presidente do Brasil em 2015: 1 – Dilma vai confiscar dinheiro da poupança dos brasileiros Esse boato nem é tão novo assim. Mas em 2015, ele foi citado diversas vezes. Na mais forte delas, no dia 18 de março, a história dava conta que o dinheiro seria retirado da poupança dos brasileiros. A...

Confira a lista dos principais boatos que circularam na internet sobre a presidenta em 2015

Por Pragmatismo Político

Em tempos de instabilidade política, notícias falsas sobre Dilma Rousseff têm se propagado com facilidade na internet. A seguir, confira a lista dos principais boatos envolvendo o nome da presidente do Brasil em 2015:

1 – Dilma vai confiscar dinheiro da poupança dos brasileiros

Esse boato nem é tão novo assim. Mas em 2015, ele foi citado diversas vezes. Na mais forte delas, no dia 18 de março, a história dava conta que o dinheiro seria retirado da poupança dos brasileiros. A história se espalhou logo após os protestos do dia 15 de março, mas como é possível ver não se concretizou. Leia mais sobre o boato.

2 – Dilma tentou suicídio no Palácio do Planalto

Na mesma semana em que pesquisas mostravam a queda da popularidade de Dilma Rousseff, uma história começou a circular online: a de que a presidente teria tentado se matar com um coquetel de remédios. A história era falsa, mas circulou pelo WhatsApp de forma tão forte que até Dilma acabou desmentindo essa.

Veja também:  General Villas Bôas sai em defesa de Moro e faz nova ameaça a quem tenta "esvaziar a Lava Jato"

3 – Dilma faz homenagens a Marco Archer

Um dos acontecimentos que mais chamou a atenção no início do ano foi a morte dos brasileiros condenados por tráfico de drogas na Indonésia. Após isso acontecer, começou a circular na internet a informação de que Dilma teria decretado luto de três dias pela morte dele. Assim como a história do busto para Archer, ela era falsa.

4 – Se Dilma sofrer impeachment, não é o vice que assume

Nos primeiros seis meses do ano, muito se falou do impeachment de Dilma. No meio de toda a discussão, muita desinformação rolou pela internet. Uma delas dizia que não era o vice presidente (Michel Temer) que assumiria o poder no caso de Dilma cair. A informação não procede.

5 – Dilma jogou cabide na empregada Jane

A história de uma suposta agressão de Dilma à empregada havia circulado na internet na época das eleições de 2014. Porém, em 2015 ganhou força após ter sido publicada por Ricardo Noblat em sua coluna no jornal O Globo. Apesar disso, ficou comprovado que o colunista caiu no boato. Leia mais sobre o boato.

Veja também:  Gilmar Mendes afirma que revelações da Vaza Jato poderiam, sim, ser usadas como prova

6 – Dilma aparece em imagem com Pablo Escobar

Desde o início do ano, circula na internet uma suposta foto de Dilma, a presidente da Argentina Cristina Kirchner, o falecido presidente argentino Nestor Kirchner e o traficante colombiano Pablo Escobar. Como muita gente compartilhou a história sem checar, saiba que nem Pablo Escobar nem Dilma são as pessoas da imagem.

7 – Dilma sugere aposentadoria aos 95 anos

Uma história que circulou na internet em 2015 foi motivada por uma fala (péssima) de Dilma durante o último debate antes das eleições em de 2014. No vídeo, Dilma dizia que a aposentadoria seria com 85 para mulher e 95 para homens. Ao contrário do que o vídeo apontava (e que circulou) o resultado seria a soma de tempo trabalhado e idade e não apenas idade. Neste ano, a Câmara aprovou a medida.

Foto: Ricardo Stuckert Filho

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum