Os Entendidos

Os Entendidos

Debater a diversidade com bom humor.

02 de Janeiro de 2017, 08h38

Mulher denuncia insulto preconceituoso dentro do CCBB: ‘Fora Lésbica’

Uma mulher denunciou no Facebook ter sido vitima de lesbofobia dentro do Centro Cultural Banco do Brasil no Rio de Janeiro. Ela relatou que estava com a namorada por volta das 20h, no último dia 30, em uma sala recreativa do centro cultural, quando foi alvo de um insulto lesbofóbico escrito, segundo ela, por um […]

Uma mulher denunciou no Facebook ter sido vitima de lesbofobia dentro do Centro Cultural Banco do Brasil no Rio de Janeiro. Ela relatou que estava com a namorada por volta das 20h, no último dia 30, em uma sala recreativa do centro cultural, quando foi alvo de um insulto lesbofóbico escrito, segundo ela, por um namorado de uma funcionária. O homem montou em um quadro os dizeres “Fora Lésbica”. Tudo, ela conta, depois de ter apagado uma montagem chula feita pelo mesmo rapaz. Em uma sala frequentada por crianças, o homem usou peças imantadas para grafar as palavras “Meu pau”.

Nas redes sociais, comentários pediam a retratação da instituição e até a demissão dos funcionários que presenciaram o ocorrido. Ao descrever a situação, a mulher contou que o agressor tentou impedi-la de depositar na caixa de reclamações o relato do caso de lesbofobia sem que nenhum funcionário do CCBB viesse a intervir.

Em nota, o CCBB informa que a funcionária, namorada do autor das frases, foi afastada e medidas legais e judiciais serão tomadas. ” O centro cultural lamenta que o fato tenha ocorrido no interior das dependências e e reafirma o compromisso de atuar em prol do respeito às diferenças, repudiando toda e qualquer manifestação de preconceito”, diz o texto enviado à imprensa.

Desabafo teve mais de 25 mil curtidas até a manhã desta segunda-feira. Leia abaixo na íntegra

Desabafo teve mais de 25 mil curtidas até a manhã desta segunda-feira. Leia abaixo na íntegra

Um evento foi criado no Facebook convocando para um protesto na próxima quarta-feira em frente ao centro cultural.

Abaixo, o desabafo na íntegra da mulher postado no Facebook

Ontem por volta das 20:00 da noite fui ao CCBB Rio acompanhada da minha namorada. O espaço da criança criado por conta da exposição Mondrian estava vazio, sentamos lá para assistir o vídeo. No local tinha um quadro imantado para brincadeiras. Pouco tempo depois, uma funcionária do local acompanhada de um homem chegaram. Ele escreveu “MEU PAU” enquanto ela ria (ok, não foi ela que escreveu mas a atitude foi bem inadequada pra alguém que está trabalhando). Quando eles saíram removemos a frase e continuamos lá. Ficamos sem acreditar que funcionários fariam isso (nessa hora estávamos achando q ele também trabalhava lá). O cara que escreveu voltou outras vezes pra nos olhar. Resolvemos sair da sala. Fui ao banheiro e já ia embora. Passamos em frente a sala das crianças e ele estava saindo de lá. Agora o recado era “FORA LÉSBICA”. Dois funcionários foram atenciosos e disseram que podíamos registrar uma reclamação. Depois disso descobrimos que quem escreveu era namorado da funcionária que fica no balcão de informações. Ele tentou me impedir de colocar o papel na caixa tampando o buraco e depois tentando arrancar o papel da minha mão. O tempo inteiro que escrevia a reclamação ele ficou a menos de um metro de mim rasgando os papéis da caixa. Todos presenciaram a cena e nada fizeram mesmo quando pedimos alguma intervenção (ao menos tirar o cara de perto da caixa). O CCBB fechou e o cara continuou lá dentro esperando a namorada largar do trabalho. Enfim, várias coisas me incomodaram. 1. Todo mundo conhecia o cara. 2. Sou hostilizada em vários lugares mas no CCBB acreditava ser um espaço seguro 3. Não teve agressão física mas a tentativa de intimidar e humilhar são claras 4. Falamos com os dois (o cara e a namorada) ele só com cara de “e daí?” e ela falando “o que eu tenho a ver com isso?” 4. Todo dia LGBT é morto e algumas pessoas simplesmente se sentem a vontade pra nos agredir.