Imprensa livre e independente
22 de setembro de 2016, 10h39

Otto: “Chega a ser constrangedor o que estão fazendo com o maior líder que esse país já teve”

Em entrevista, cantor reforçou o orgulho de ser nordestino e de ver as transformações sociais promovidas na região pelo governo Lula.

Em entrevista, cantor reforçou o orgulho de ser nordestino e de ver as transformações sociais promovidas na região pelo governo Lula; assista ao vídeo Por Redação O cantor, compositor e percussionista pernambucano Otto defendeu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em entrevista concedida à Agência PT. Na ocasião, ele afirmou que há hoje uma perseguição a Lula, que se tornou réu na Operação Lava Jato, da Polícia Federal. “Chega até a ser constrangedor fazer isso com o maior líder das pesquisas, o maior líder que o Brasil já teve, uma pessoa que fez realmente mudanças sensíveis. Mas é a...

Em entrevista, cantor reforçou o orgulho de ser nordestino e de ver as transformações sociais promovidas na região pelo governo Lula; assista ao vídeo

Por Redação

O cantor, compositor e percussionista pernambucano Otto defendeu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em entrevista concedida à Agência PT. Na ocasião, ele afirmou que há hoje uma perseguição a Lula, que se tornou réu na Operação Lava Jato, da Polícia Federal.

“Chega até a ser constrangedor fazer isso com o maior líder das pesquisas, o maior líder que o Brasil já teve, uma pessoa que fez realmente mudanças sensíveis. Mas é a conjunção, é a imprensa”, ressaltou.

Otto disse que, para ele, os opositores do petista não se conformam com a atenção dada aos mais pobres. “Eu acho que um governo de esquerda sofre muito com isso porque proporciona coisas boas para a população, para o social, e tem uma galera que vem e quer rapar tudo”, afirmou. “Sou nordestino e tenho muito orgulho do que aconteceu com esse país”, concluiu.

Veja também:  Cartas do Pai: “Greve geral”

Assista.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum