Imprensa livre e independente
26 de fevereiro de 2019, 08h39

Para Damares, hino nas escolas é obrigatório: “é o resgate das matérias de educação moral e cívica”

Segundo Damares, as filmagens são para "restaurar o patriotismo" e mostrar aos pais, que achariam o ato "bonito". "É para mostrar aos pais que as leis estão sendo cumpridas e mostrar ao Brasil"

Foto: Geraldo Magela/Agência Senado
Em Genebra, onde participa de encontros na Organização das Nações Unidas (ONU), a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, defendeu nesta terça-feira (26) ao blog do jornalista Jamil Chade a orientação do Ministério da Educação (MEC) de se cantar o hino nas escolas públicas e particulares e a filmagem do ato. Leia também: Em sessão de Direitos Humanos da ONU, Damares ataca Venezuela e não cita Marielle Franco “O Ministério da Educação está trabalhando nessa direção, das questões éticas e de cidadania. É mais ou menos o resgate das antigas matérias de educação moral e cívica....

Em Genebra, onde participa de encontros na Organização das Nações Unidas (ONU), a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, defendeu nesta terça-feira (26) ao blog do jornalista Jamil Chade a orientação do Ministério da Educação (MEC) de se cantar o hino nas escolas públicas e particulares e a filmagem do ato.

Leia também: Em sessão de Direitos Humanos da ONU, Damares ataca Venezuela e não cita Marielle Franco

“O Ministério da Educação está trabalhando nessa direção, das questões éticas e de cidadania. É mais ou menos o resgate das antigas matérias de educação moral e cívica. E ele começa já”, disse. “Inclui a questão do hino”, comentou.

Segundo ela, cantar o ato de cantar o hino nacional nas escolas é obrigado por lei. “O governo Bolsonaro é um governo da legalidade. É um governo do cumprimento de leis e temos uma lei de 2009 que obriga a execução do hino nacional. Então, o norte desse governo é a Constituição e é a lei. Então, o nosso ministro está simplesmente cumprindo lei”, disse.

Veja também:  TJ mantém sentença de primeira instância e Fórum vence ação contra ministro do Meio Ambiente

Segundo ela, as filmagens são para “restaurar o patriotismo” e mostrar aos pais, que achariam o ato “bonito”. “É para mostrar aos pais que as leis estão sendo cumpridas e mostrar ao Brasil”.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum