Imprensa livre e independente
17 de novembro de 2018, 13h18

Para deputada, masturbação é tema “impróprio” para adolescentes

Rosinha da Adefal (PTB-AL) apresentou projeto de lei, no qual propõe a proibição de professores abordarem temas como masturbação, sexo anal, poligamia, entre outros

Foto: Leonardo Prado/Câmara dos Deputados Rosinha da Adefal, deputada federal pelo PTB de Alagoas, apresentou na Câmara um projeto de lei, que recebeu o título de “Infância sem pornografia”. Ela propõe que professore sejam proibidos em sala de aula de falar para adolescentes a respeito de assuntos como masturbação, bissexualidade, sexo anal, poligamia, entre outros. As informações são do blog de Lauro Jardim, de O Globo. A deputada, em sua justificativa, afirma que a masturbação é um tema “impróprio ou complexo” para crianças ou adolescentes. Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você não pode nos...

Foto: Leonardo Prado/Câmara dos Deputados

Rosinha da Adefal, deputada federal pelo PTB de Alagoas, apresentou na Câmara um projeto de lei, que recebeu o título de “Infância sem pornografia”. Ela propõe que professore sejam proibidos em sala de aula de falar para adolescentes a respeito de assuntos como masturbação, bissexualidade, sexo anal, poligamia, entre outros. As informações são do blog de Lauro Jardim, de O Globo.

A deputada, em sua justificativa, afirma que a masturbação é um tema “impróprio ou complexo” para crianças ou adolescentes.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você não pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

Em um dos trechos da justificativa, ela diz: “A lei não permite a professores ou agentes de saúde, ou qualquer outro servidor público, ministrar ou apresentar temas da sexualidade adulta a crianças e adolescentes – abordando conceitos impróprios ou complexos como masturbação, poligamia, sexo anal, bissexualidade, prostituição, entre outros – sem o conhecimento da família, ou até mesmo contra as orientações dos responsáveis”.

Veja também:  Fórum Onze e Meia | No dia 26, Bolsonaro pode virar defunto político

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum