03 de julho de 2018, 18h11

Para escapar de xingamentos, Bolsonaro se esconde no banheiro

Deputado e pré-candidato à presidência pelo PSIL do Rio de Janeiro se preparava para embarcar em um voo para Brasília

(Foto: Divulgação)

O deputado e presidenciável Jair Bolsonaro (PSL-RJ) precisou se esconder no banheiro, na tarde desta terça-feira (3), para escapar de uma passageira que passou a cercá-lo e a chamá-lo de “lixo”, na sala de embarque do aeroporto de Congonhas, em São Paulo, segundo publicou Mônica Bergamo, em sua coluna na Folha de S.Paulo.

Quase sempre acompanhado por seguidores que o aplaudem, gritam palavras de apoio e o seguem fazendo filmes, fotos e selfies, Bolsonaro viveu a situação adversa, quando se preparava para embarcar num voo da Gol para Brasília. A mulher chegou a se jogar no chão, preocupando outros passageiros que observavam a cena.

O próprio deputado confirma o episódio. “A senhora se aproximou, pelo que tudo indica, bastante embriagada, se encostando. Eu saí de perto, é lógico. Ela chegou a cair no chão sozinha”, contou. “Eu lamento, lamento o ocorrido. E lamento que não havia pessoa adequada [seguranças ou funcionários] no aeroporto para resolver o assunto. Até porque, pelo que eu acho, ela não poderia embarcar num estado desses”, afirmou o pré-candidato à coluna.