Imprensa livre e independente
19 de janeiro de 2019, 17h19

Para evitar perguntas embaraçosas, coletiva de Bolsonaro em Davos desaparece da agenda

Governo divulgou que a programação de Bolsonaro prevê uma “declaração à imprensa”, ou seja, em um formato que não permite a abertura de perguntas para jornalistas

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil Para evitar questionamentos embaraçosos sobre o escândalo Queiroz e o envolvimento de seu filho Flávio, a coletiva de imprensa que Jair Bolsonaro concederia em Davos, na Suíça, desapareceu da programação oficial do Fórum Econômico Mundial, que começa na próxima semana, de acordo com informações de Andreza Matais, Jamil Chade e Rafael Moraes Moura, para o Estado de S.Paulo. A entrevista tinha sido incluída pelos organizadores do evento em seu site oficial. No entanto, não aparece mais na agenda prevista para esta terça-feira (22). Fórum terá um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode...

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Para evitar questionamentos embaraçosos sobre o escândalo Queiroz e o envolvimento de seu filho Flávio, a coletiva de imprensa que Jair Bolsonaro concederia em Davos, na Suíça, desapareceu da programação oficial do Fórum Econômico Mundial, que começa na próxima semana, de acordo com informações de Andreza Matais, Jamil Chade e Rafael Moraes Moura, para o Estado de S.Paulo.

A entrevista tinha sido incluída pelos organizadores do evento em seu site oficial. No entanto, não aparece mais na agenda prevista para esta terça-feira (22).

Fórum terá um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

O governo divulgou que a programação de Bolsonaro para a terça-feira prevê uma “declaração à imprensa”, às 16 horas, ou seja, em um formato que não permite a abertura de perguntas para jornalistas.

O porta-voz do governo, general Otávio Santana do Rêgo Barros, informou Bolsonaro “poderá falar com os jornalistas em ocasiões que se apresentem ao longo da atividade”.

Veja também:  Moro não tem provas contra Lula; Lula tem provas contra Moro

Mudança de planos

“O presidente será o grande destaque da edição deste ano do Fórum Econômico Mundial. Ele será o primeiro chefe de Estado latino-americano e o primeiro Chefe de Estado do hemisfério sul a discursar na abertura da sessão plenária do Fórum Econômico Mundial”, disse o porta-voz, desviando o real motivo para a mudança de planos e o cancelamento da coletiva.

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum