Imprensa livre e independente
08 de março de 2018, 16h55

Para ‘homenagear’ mulheres, MCDonald’s coloca somente mulheres para trabalhar

Em uma ação de homenagem ao Dia da Mulher, a rede brasileira do McDonald's resolveu realocar os homens e colocar somente mulheres para trabalhar em algumas unidades. Iniciativa gerou revolta nas redes

O MCDonald’s foi mais uma das marcas a, neste 8 de março, prestar uma “homenagem” que não foi muito bem recebida pelas mulheres. Em uma ação especial do Dia Internacional da Mulher, a rede brasileira da marca resolveu colocar somente mulheres para trabalhar em algumas lojas. “Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, hoje estamos operando com equipe 100% feminina no restaurante”, diz uma placa que foi colocada na frente dos estabelecimentos. Nas redes sociais, internautas homens e mulheres se revoltaram e questionaram onde estariam os funcionários homens. “Deram folga?”, questionou uma mulher. Muitas das críticas estão ligadas ao fato...

O MCDonald’s foi mais uma das marcas a, neste 8 de março, prestar uma “homenagem” que não foi muito bem recebida pelas mulheres. Em uma ação especial do Dia Internacional da Mulher, a rede brasileira da marca resolveu colocar somente mulheres para trabalhar em algumas lojas.

“Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, hoje estamos operando com equipe 100% feminina no restaurante”, diz uma placa que foi colocada na frente dos estabelecimentos.

Nas redes sociais, internautas homens e mulheres se revoltaram e questionaram onde estariam os funcionários homens. “Deram folga?”, questionou uma mulher. Muitas das críticas estão ligadas ao fato de que a ação, provavelmente, está fazendo com que as mulheres trabalhem dobrado, já que as equipes, no dia a dia, sempre são mistas.

Leia também
Marca ‘Zorba’ condiciona “homenagem” às mulheres ao sexo

Até a publicação desta nota a marca não havia se pronunciado sobre a repercussão negativa.

Já nos Estados Unidos, o MCDonald’s encampou uma ação que foi mais bem aceita pelas mulheres. Várias das unidades do restaurante inverteram o “M” do tradicional logo, formando um “W”, de “woman” – em português, mulher.

Veja também:  Justiça bloqueia R$ 3,5 bi de empresas e políticos do MDB, PSB e PP investigados na Lava Jato

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum