Imprensa livre e independente
14 de maio de 2019, 08h05

“Parece que os cargos são destinados a troca-troca”, diz ministro do STF sobre acordo entre Bolsonaro e Moro

“É ruim para o candidato (Moro), para a Presidência da República, e para a instituição Supremo", disse Marco Aurélio Mello sobre pacto de Bolsonaro para indicar Moro à próxima vaga no colegiado

Bolsonaro e Moro (Foto:Isaac Amorim/MJSP)
O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), criticou a declaração de Jair Bolsonaro (PSL) sobre o pacto com o ex-juiz e ministro da Justiça, Sérgio Moro, que será indicado para a próxima vaga aberta na Corte. “É ruim para o candidato (Moro), para a Presidência da República, e para a instituição Supremo, porque parece que os cargos que lá existem são destinados a um troca-troca”, disse, segundo a coluna Painel, da jornalista Daniela Lima, nesta terça-feira (14). Em nota divulgada nesta segunda-feira (13), a Comissão Executiva Nacional do PT diz que o acordo firmado entre Moro e...

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), criticou a declaração de Jair Bolsonaro (PSL) sobre o pacto com o ex-juiz e ministro da Justiça, Sérgio Moro, que será indicado para a próxima vaga aberta na Corte.

“É ruim para o candidato (Moro), para a Presidência da República, e para a instituição Supremo, porque parece que os cargos que lá existem são destinados a um troca-troca”, disse, segundo a coluna Painel, da jornalista Daniela Lima, nesta terça-feira (14).

Em nota divulgada nesta segunda-feira (13), a Comissão Executiva Nacional do PT diz que o acordo firmado entre Moro e Bolsonaro é tipificado como crime de corrupção pelo Código Penal.

“Moro e Bolsonaro ofendem o país e suas instituições, a começar pelo Supremo, que se vê envolvido numa grosseira barganha política. O Brasil não merece ser governado por pessoas tão despreparadas para exercer funções públicas”, diz trecho da nota.

Veja também:  “Dallagnol é uma marionete do Departamento de Justiça dos EUA”, diz Lula

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum