#FÓRUMCAST
29 de junho de 2018, 20h50

Parlamentares do PT lançam ofensiva contra alta nos planos de saúde

“Eu e @humbertocostapt entramos com projeto para suspender portaria da ANS que autoriza cobrança de até 40% do valor de procedimento médico para quem tem plano de saúde. Custo final poderá DOBRAR para o usuário. É um escândalo!”, postou Lindbergh Farias

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) usou sua conta no Twitter para informar que, junto com o seu colega, Humberto Costa (PT-PE), ingressou com um projeto para suspender a nova regra da Agência Nacional de Saúde Complementar (ANS), que prevê que pacientes devam pagar até 40% no caso de cobrança de coparticipação em cima do valor de cada procedimento realizado com planos de saúde.

“Eu e @humbertocostapt entramos com projeto para suspender portaria da ANS que autoriza cobrança de até 40% do valor de procedimento médico para quem tem plano de saúde. Custo final poderá DOBRAR para o usuário. É um escândalo!”, escreveu Lindbergh. Em outro tuíte, disse: “A ANS virou um escritório que representa os interesses dos planos de saúde!”.

O deputado federal Paulo Teixeira, outro representante do PT, também criticou a medida. “As consequências nefastas do golpe. Atacam sua saúde! Primeiro, governo usurpador corta investimentos em saúde por 20 anos. Agora, querem liberar o uso de mais agrotóxicos. Por fim, ainda aumentam os planos de saúde”, escreveu no Twitter.