25 de julho de 2018, 15h19

Passeio: Dilma é líder isolada na disputa pelo Senado em Minas Gerais

Ex-presidenta tem 20% das intenções de voto contra apenas 11% do segundo colocado, que é Aécio Neves (PSDB)

Foto: Reprodução/Facebook Dilma Rousseff

Pesquisa do Instituto Doxa divulgada esta semana pelo jornal O Tempo mostra que a ex-presidenta Dilma Rousseff é líder disparada nas intenções de voto para o Senado em Minas Gerais. A petista tem 20% das intenções de voto, pouco menos que a soma de todos os outros virtuais concorrentes.

O segundo colocado já perdeu para Dilma uma vez. É Aécio Neves (PSDB), que tem 11% das intenções de voto. O tucano, no entanto, não está confirmado como pré-candidato ao Senado e há a possibilidade de ele se candidatar a uma vaga na Câmara dos Deputados.

Depois de Aécio, figuram com 3% das intenções de voto entre os mineiros Carlos Viana (PHS), Dinis Pinheiro (SD) e Jô Moraes (PCdoB). Rodrigo Pacheco (DEM), Bruno Siqueira (MDB) e Reginaldo Lopes (PT) têm 2% e Jaime Martins (PROS), Apolo Heringer (PSB) e Adaclever Lopes (MDB) aparecem com apenas 1%. Tudo indica que a disputa em Minas Gerais se dará mesmo pela segunda vaga ao Senado, já que Dilma tem a primeira praticamente garantida.

A pesquisa Doxa é a mesma que apontou o ex-presidente Lula como líder isolado nas intenções de voto para a presidência entre os mineiros. O ex-presidente aprece com 41% da preferência do eleitorado, o que para a colunista do jornal O Tempo, Raquel Faria, é “assombroso”.