Imprensa livre e independente
08 de dezembro de 2018, 12h37

Paulo Guedes chama ministro de Temer para sua equipe econômica

Esteves Colnago, atual ministro do Planejamento, vai assumir como secretário adjunto da Fazenda no governo de Jair Bolsonaro

Esteves Colnago – Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado Paulo Guedes, futuro ministro da Economia, anunciou neste sábado (8) seis novos componentes da equipe econômica no governo Jair Bolsonaro. Entre os nomeados, estão Esteves Colnago, atual ministro do Planejamento do governo Michel Temer, será secretário adjunto da Fazenda, e Marcelo Guaranys, ex-diretor-presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que será secretário executivo. Para a secretaria geral da Fazenda, o escolhido foi Waldery Rodrigues Júnior. O secretário geral de Desburocratização, Gestão e Governo Digital será Paulo Uebel, ex-diretor executivo do Instituto Millenium, fundado por Guedes para promover o liberalismo econômico, de acordo...

Esteves Colnago – Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Paulo Guedes, futuro ministro da Economia, anunciou neste sábado (8) seis novos componentes da equipe econômica no governo Jair Bolsonaro. Entre os nomeados, estão Esteves Colnago, atual ministro do Planejamento do governo Michel Temer, será secretário adjunto da Fazenda, e Marcelo Guaranys, ex-diretor-presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que será secretário executivo.

Para a secretaria geral da Fazenda, o escolhido foi Waldery Rodrigues Júnior. O secretário geral de Desburocratização, Gestão e Governo Digital será Paulo Uebel, ex-diretor executivo do Instituto Millenium, fundado por Guedes para promover o liberalismo econômico, de acordo com informações da Agência Brasil.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

Servidor da carreira de Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental, Gleisson Cardoso Rubin será o novo secretário geral adjunto de Desburocratização, Gestão e Governo Digital. Atualmente, ele ocupa o cargo de secretário-executivo do Ministério do Planejamento.

Veja também:  “Bolsonaro é um jumento, imbecil mesmo. E tem problema de armário”, diz Ciro Gomes. VÍDEO

O economista Carlos da Costa ocupará o cargo de secretário geral de Produtividade e Competitividade. Ele já foi diretor de Planejamento, Crédito e Tecnologia do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Antes disso, presidiu o Instituto de Performance e Liderança e foi sócio-diretor do Ibmec Educacional.

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum