12 de outubro de 2013, 19h39

PCdoB anuncia pré-candidatura de Aldo Rebelo ao governo de São Paulo

Se for confirmado no pleito eleitoral, ministro deve deixar governo antes da Copa do Mundo 2014

Se for confirmado no pleito eleitoral, ministro deve deixar governo antes da Copa do Mundo 2014 Por Redação Aldo Rebelo é o pré-candidato ao governo de São Paulo pelo PCdoB (Foto: Marcelo Camargo/ABr) Na tarde deste sábado (12), o PCdoB anunciou que que o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, é o pré-candidato do partido ao governo de São Paulo, nas eleições de 2014. Para ser confirmada, a candidatura de Aldo precisa ser aprovada no plenário da sigla. O anúncio ocorreu um dia depois do congresso estadual da legenda, onde a decisão foi tomada. O partido afirmou que irá buscar apoio na...

Se for confirmado no pleito eleitoral, ministro deve deixar governo antes da Copa do Mundo 2014

Por Redação

Aldo Rebelo é o pré-candidato ao governo de São Paulo pelo PCdoB (Foto: Marcelo Camargo/ABr)

Na tarde deste sábado (12), o PCdoB anunciou que que o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, é o pré-candidato do partido ao governo de São Paulo, nas eleições de 2014. Para ser confirmada, a candidatura de Aldo precisa ser aprovada no plenário da sigla. O anúncio ocorreu um dia depois do congresso estadual da legenda, onde a decisão foi tomada.

O partido afirmou que irá buscar apoio na oposição ao governador Geraldo Alckmin (PSDB) para formar uma “chapa forte ao governo”. Em sua fala, durante o evento, Aldo já discursou como candidato e reforçou sua proximidade com o PT: “Sem pretensão, nós vamos atuar dentro do campos que nós sustentamos com o presidente Lula, e que nós vamos continuar a sustentar com a presidente Dilma. Mas, nós temos também obrigação com o nosso estado, que é parte da nossa obrigação com o Brasil.”

O jornal O Estado de S. Paulo afirma que dirigentes de partidos da base do governo Dilma Roussef procuraram Aldo e pediram que deixe o ministério. Segundo o jornal, o ministro deve deixar a pasta antes da Copa do Mundo de 2014.

Em entrevista ao periódico, o vereador e presidente estadual do PCdoB, Orlando Silva, afirmou que “tem muita gente insatisfeita com esse Corinthians e Palmeiras que virou a disputa eleitoral em São Paulo.” Na plateia da conferência do PCdoB estavam os futuros adversários de Aldo nas eleições paulistas: o ministro da Saúde, Alexandre Padilha (PT), e o ex-prefeito paulistano Gilberto Kassab (PSD).