Imprensa livre e independente
30 de novembro de 2016, 12h18

PEC 55: Veja como cada senador votou

Do partido de Michel Temer (PMDB), Kátia Abreu votou contra a proposta; PT, PCdoB e Rede também disseram não, assim como João Capiberibe (SE) e Lídice da Mata (BA), ambos do PSB

Do partido de Michel Temer (PMDB), Kátia Abreu votou contra a proposta; PT, PCdoB e Rede também disseram não, assim como João Capiberibe (SE) e Lídice da Mata (BA), ambos do PSB Da Redação | Foto: Ninja   Confira abaixo os votos dos senadores em relação à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55, desta terça-feira (29). A proposta ainda vai passar por mais uma votação no Senado, no dia 13 dezembro. Vale destacar que o senador Roberto Requião (PMDB-PR), que tem sido um dos críticos da PEC na Casa, fez um discurso onde afirmou que a medida levará o País...

Do partido de Michel Temer (PMDB), Kátia Abreu votou contra a proposta; PT, PCdoB e Rede também disseram não, assim como João Capiberibe (SE) e Lídice da Mata (BA), ambos do PSB

Da Redação | Foto: Ninja

 

Confira abaixo os votos dos senadores em relação à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55, desta terça-feira (29). A proposta ainda vai passar por mais uma votação no Senado, no dia 13 dezembro.

Vale destacar que o senador Roberto Requião (PMDB-PR), que tem sido um dos críticos da PEC na Casa, fez um discurso onde afirmou que a medida levará o País a uma crise sem precedente. “É uma medida rigorosamente errada, que parte de uma visão equivocada da nossa economia e que submete o país à prevalência do capital financeiro, dos rentistas, dos especuladores, dessa gente que nada produz e vive de sugar juros”, disse. Em seguida, ele disse, no Twitter, ia para casa trabalhar no PLS de abuso de poder. “Abstenção é o mesmo que votar contra”, afirmou.

Veja também:  AO VIVO: Ministro da Educação se explica à Câmara sobre cortes na educação

A votação da PEC 55, que congela os gastos públicos por 20 anos, foi marcada pela repressão a manifestantes, em protesto em frente ao Congresso Nacional. Foram 61 votos favoráveis, contra 14 contrários. Na ocasião do impeachment de Dilma Rousseff, também foram 61 senadores a favor, sendo 20 contra.

VOTARAM A FAVOR DA PROPOSTA:

PMDB (16)
Dário Berger (SC)
Edison Lobão (MA)
Eduardo Braga (AM)
Eunício Oliveira (CE)
Garibadi Alves Filho (RN)
Hélio José (DF)
Jader Barbalho (PA)
João Alberto (MA)
José Maranhão (PB)
Marta Suplicy (SP)
Raimundo Lira (PB)
Romero Jucá (RR)
Rose de Freitas (ES)
Simone Tebet (MS)
Valdir Raupp (RO)
Waldemir Moka (MS)

PSDB (12)
Aécio Neves (MG)
Aloysio Nunes (SP)
Antonio Anastasia (MG)
Ataídes Oliveira (TO)
Dalírio Beber (SC)
Deca (PB)
Flexa Ribeiro (PA)
José Anibal (SP)
Paulo Bauer (SC)
Pinto Itamaraty (MA)
Ricardo Ferraço (ES)
Tasso Jereissati (CE)

PP (7)
Ana Amélia (RS)
Benedito de Lira (AL)
Ciro Nogueira (PI)
Gladson Cameli (AC)
Ivo Cassol (RO)
Roberto Muniz (BA)
Wilder Morais (GO)

Veja também:  Chico Buarque é o vencedor do Prêmio Camões, o mais importante da língua portuguesa

PSD (4)
José Medeiros (MT)
Omar Aziz (AM)
Otto Alencar (BA)
Sérgio Petecão (AC)

PR (4)
Cidinho Santos (MT)
Magno Malta (ES)
Vicentinho Alves (TO)
Wellington Fagundes (MT)

DEM (3)
Davi Alcolumbre (AP)
José Agripino Maia (RN)
Ronaldo Caiado (GO)

PSB (3)
Antônio Carlos Valadares (SE)
Fernando Coelho (PE)
Lúcia Vânia (GO)

PTB (3)
Armando Monteiro (PE)
Elmano Férrer (PI)
Zezé Perrella (MG)

PSC (2)
Eduardo Amorim (SE)
Pedro Chaves (MS)

PDT (2)
Lasier Martins (RS)
Pastor Valadares (RO)

PV
Álvaro Dias (PR)

PRB
Marcello Crivella (RJ)

PPS
Cristovam Buarque (DF)

PTC
Fernando Collor (AL)

Sem partido
Reguffe (DF)

VOTARAM CONTRA A PROPOSTA:

PMDB
Kátia Abreu (TO)

PT (9)
Ângela Portela (RR)
Fátima Bezerra (RN)
Gleisi Hoffmann (PR)
Humberto Costa (PE)
José Pimentel (CE)
Lindbergh Farias (RJ)
Paulo Paim (RS)
Paulo Rocha (PA)
Regina Sousa (PI)

PSB (2)
João Capiberibe (SE)
Lídice da Mata (BA)

Rede
Randolfe Rodrigues (AP)

PC do B
Vanessa Grazziotin (AM)

Veja também:  Bolsonaro diz que Folha de S.Paulo é 100% fake news

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum