ASSISTA
06 de setembro de 2013, 21h57

Pelé sobre Copa do Mundo: “Não vai dar para quebrar todos os estádios e devolver o dinheiro”

Rei do Futebol acredita que recursos perdidos com corrupção nas obras para a Copa podem ser compensados com ganhos no turismo

Rei do Futebol acredita que recursos perdidos com corrupção nas obras para a Copa podem ser compensados com ganhos no turismo

Por Redação

 

Para Pelé, dinheiro subtraído em “corrupção” pode ser compensado com turismo (Foto: Reprodução)

Em entrevista à TV Record, Pelé mais uma vez mostrou um discurso conformista em relação à Copa do Mundo de 2014 no Brasil. Para o Rei do Futebol, a corrupção existe e o superfaturamento das obras também, porém “não vai dar para quebrar todos os estádios e devolver o dinheiro.”

“Faltam 10 meses para começar a Copa. Não vai dar tempo para ver o que foi gasto. Então vamos aproveitar para arrecadar com turismo e compensar o dinheiro que foi roubado dos estádios”, disse, em entrevista à TV Record.

Em junho deste ano, durante o ápice dos protestos que tomaram as ruas do país, Pelé pediu que a população apoiasse a equipe comandada por Luiz Felipe Scolari. “Vamos esquecer todas essas manifestações e vamos apoiar a seleção”.

Confira o trecho da entrevista concedida por Pelé a TV Record: