Imprensa livre e independente
10 de setembro de 2014, 20h10

“Não pretendo convencê-los, pretendo fazê-los pensar”, diz Pepe Mujica

Em conferência na Universidade Federal do Rio Grande Sul, presidente uruguaio rechaçou pecha de “presidente pobre” e disse que pobreza é querer muito

Em conferência na Universidade Federal do Rio Grande Sul, presidente uruguaio rechaçou pecha de “presidente pobre” e disse que pobreza é querer muito Por Redação Em viagem pelo Rio Grande do Sul, o presidente do Uruguai, Pepe Mujica, participou  da 5ª edição do Seminário Internacional Universidade, Sociedade, Estado, na Universidade Federal do Rio Grande Sul (Ufrgs),  que traz o tema “Desenvolvimento Sustentável para a Integração Regional do Cone Sul”. Pepe Mujica declarou que o discurso de que não há verba para acabar com a pobreza é uma falácia. “Gastamos 1 milhão de dólares por minuto em recursos militares no mundo...

Em conferência na Universidade Federal do Rio Grande Sul, presidente uruguaio rechaçou pecha de “presidente pobre” e disse que pobreza é querer muito

Por Redação

Em viagem pelo Rio Grande do Sul, o presidente do Uruguai, Pepe Mujica, participou  da 5ª edição do Seminário Internacional Universidade, Sociedade, Estado, na Universidade Federal do Rio Grande Sul (Ufrgs),  que traz o tema “Desenvolvimento Sustentável para a Integração Regional do Cone Sul”.

Pepe Mujica declarou que o discurso de que não há verba para acabar com a pobreza é uma falácia. “Gastamos 1 milhão de dólares por minuto em recursos militares no mundo e dizem que não temos recursos para acabar com a pobreza”, criticou o presidente do Uruguai. “Sabemos o que fazer, temos a ciência, temos os meios econômicos, entretanto continuamos olhando para o outro lado”, analisou.

Para Mujica, a verdade é que os governos estão “preocupados em ganhar a próxima eleição”, e que, quanto mais rico e “maior o país”, a situação é “pior”. O estadista também criticou o acúmulo de capital. “A nossa civilização prega a acumulação de capital acima de todas as coisas e devemos consumir e consumir e inventar porcarias e passar a vida toda pagando”, criticou.

Veja também:  Fórum Onze e Meia | Glenn denuncia Moro e tem família ameaçada, com David Miranda

A respeito da ideia religiosa de que o sofrimento na vida presente significa o viver bem no “outro mundo”, Mujica discordou. “Valores: o nosso mundo é religioso. Fanaticamente religioso. Eu não compartilho com a ideia que devemos sofrer nesse mundo para ganhar o direito de viver bem no próximo mundo”, disse.

Por fim, Pepe Mujica rechaçou a pecha de “presidente pobre”. “Dizem que sou o presidente pobre. Sou pobre o ‘caralho’. Pobre é aquele que precisa de muito. Eu consumo o justo porque defendo minha liberdade. Não pretendo convencê-los. Pretendo fazê-los pensar”, provocou o presidente uruguaio.

Foto: Pragmatismo Político 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum