Imprensa livre e independente
05 de abril de 2018, 20h12

Perícia conclui que Caravana de Lula foi mesmo alvo de atentado a tiros

Comprovado o atentado

De acordo com informações da Gazeta do Povo, as polícias Civil e Científica do Paraná concluíram que as marcas na lataria de um dos ônibus da caravana do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) são mesmo de disparos de arma de fogo. Perícia feita nos veículos que transportaram o petista durante a passagem de dez dias pelos estados da Região Sul comprovou que a caravana, de fato, foi alvo de um atentado a tiros na noite do dia 27 de março, quando trafegava por uma estrada do Paraná. Dois dos três ônibus da caravana foram atingidos por tiros em...

De acordo com informações da Gazeta do Povo, as polícias Civil e Científica do Paraná concluíram que as marcas na lataria de um dos ônibus da caravana do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) são mesmo de disparos de arma de fogo. Perícia feita nos veículos que transportaram o petista durante a passagem de dez dias pelos estados da Região Sul comprovou que a caravana, de fato, foi alvo de um atentado a tiros na noite do dia 27 de março, quando trafegava por uma estrada do Paraná.

Dois dos três ônibus da caravana foram atingidos por tiros em uma estrada do Paraná, quando se deslocavam da cidade de Quedas do Iguaçu para a vizinha Laranjeiras do Sul. Um dos veículos, que era ocupado por jornalistas que acompanhavam a comitiva e era o último do comboio, teve duas perfurações na lataria, dos dois lados. Outro tiro atingiu um dos vidros.

O outro ônibus atingido levava convidados e estava no meio da comitiva, onde geralmente segue o veículo do ex-presidente. Um dos pneus do ônibus que levava os jornalistas foi ainda furado por ganchos de metal pontiagudos lançados na estrada por opositores do ex-presidente.

Veja também:  Surpreso com grau de promiscuidade entre Moro e investigadores, Lula diz que "a verdade fica doente, mas não morre"

Foi apenas quando o ônibus parou que os jornalistas que estavam no ônibus perceberam que havia perfurações na lataria. A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, disse que a caravana foi “vítima de uma emboscada”. Ninguém ficou ferido.

Leia matéria completa aqui

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum