06 de junho de 2018, 12h48

Pesquisa do DEM aponta Haddad como o candidato de esquerda com mais chances de ir ao segundo turno

A resposta do levantamento deixou surpresos Rodrigo Maia e ACM Neto

Pesquisas internas qualitativas encomendadas pelo DEM para identificar qual nome dos partidos de esquerda teria mais condições de chegar ao segundo turno surpreendeu os correligionários. A resposta do levantamento foi o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, para o espanto de Rodrigo Maia e ACM Neto. De acordo com informações da coluna Radar, da Veja, o ex-prefeito tem intenções de votos expressivas tanto em São Paulo quanto no Nordeste, ao contrário de Ciro Gomes e Jaques Wagner, que vão bem na parte de cima do mapa, porém, patinam no maior colégio eleitoral do país. Pesquisa DataPoder360 Em pesquisa do DataPoder...

Pesquisas internas qualitativas encomendadas pelo DEM para identificar qual nome dos partidos de esquerda teria mais condições de chegar ao segundo turno surpreendeu os correligionários.

A resposta do levantamento foi o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, para o espanto de Rodrigo Maia e ACM Neto.

De acordo com informações da coluna Radar, da Veja, o ex-prefeito tem intenções de votos expressivas tanto em São Paulo quanto no Nordeste, ao contrário de Ciro Gomes e Jaques Wagner, que vão bem na parte de cima do mapa, porém, patinam no maior colégio eleitoral do país.

Pesquisa DataPoder360

Em pesquisa do DataPoder 360 publicada na última terça-feira (5), sem Lula, Haddad aparece, sem ter se apresentado como pré-candidato, em terceiro lugar, atrás de Jair Bolsonaro e Marina Silva. Haddad contou, dependendo do cenário, com variações entre 7% e 8%.

A pesquisa trouxe em um dos cenários a possibilidade de João Doria (PSDB-SP) no lugar de Geraldo Alckmin, já que a candidatura do tucano não deslancha. O resultado, no entanto, foi ainda pior. Ele ficou com 6% dos votos, em situação de empate técnico com Alckmin, que pontua 6% ou 7%, a depender do cenário.