17 de janeiro de 2019, 09h00

Pesquisa XP/Ipespe: 40% acham governo Bolsonaro ótimo ou bom

O levantamento mostra ainda que, apesar de ter deixado o governo com 87% de aprovação, o ex-presidente Lula é considerado o principal culpado pela situação econômica atual, por 34% dos entrevistados.

Reprodução/Twitter
Pesquisa XP em parceria com o Instituto de pesquisas sociais, políticas e econômicas (Ipespe) divulgada nesta quinta-feira (17) mostra que 40% dos entrevistados avalia o início do governo Jair Bolsonaro (PSL) como ótimo ou bom – 29% avaliam como regular e 20% como ruim ou péssimo (11% não opinaram). Blog do Rovai: Pesquisa mostra que defesa de Lula pelo PT é ineficiente O levantamento mostra ainda que, apesar de ter deixado o governo com 87% de aprovação (índice de ótimo ou bom), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é considerado o principal culpado pela situação econômica atual, por 34%...

Pesquisa XP em parceria com o Instituto de pesquisas sociais, políticas e econômicas (Ipespe) divulgada nesta quinta-feira (17) mostra que 40% dos entrevistados avalia o início do governo Jair Bolsonaro (PSL) como ótimo ou bom – 29% avaliam como regular e 20% como ruim ou péssimo (11% não opinaram).

Blog do Rovai: Pesquisa mostra que defesa de Lula pelo PT é ineficiente

O levantamento mostra ainda que, apesar de ter deixado o governo com 87% de aprovação (índice de ótimo ou bom), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é considerado o principal culpado pela situação econômica atual, por 34% dos entrevistados. O governo Dilma Rousseff (PT) vem em seguida, com 21%, e o golpista Michel Temer (MDB) é considerado por 16% como responsável pela crise.

Sobre o escândalo envolvendo o ex-assessor de Flávio Bolsonaro (PSL), Fabrício Queiroz, 63% disseram que tomaram conhecimento, mas que o fato não alterou a opinião sobre Jair Bolsonaro. Apenas 14% alteraram a opinião sobre o ex-presidente após saberem do escândalo – outros 21% não tiveram conhecimento do caso.

Fórum terá um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

O índice – 63% – é exatamente o mesmo dos entrevistados que dizem ter boas ou ótimas expectativas em relação ao restante do mandato do militar da reserva. Para 15%, a expectativa é ruim ou péssima.

Sobre a corrupção, 54% acredita que deverá diminuir nos próximos 6 meses, frente a 16% que acham que aumentará. Outros números mostram ainda que 62% aprovam as primeiras medidas anunciadas por Bolsonaro e 58% acham que a segurança deve ser priorizada nas propostas enviadas ao Congresso (33% dão prioridade à pauta econômica e 5% de valores e costumes).

A pesquisa foi realizada entre os dias 9 e 11 de janeiro, com 1 mil pessoas em todo o território nacional – sendo que 44% das pessoas ouvidas são do Sudeste. A margem de erro é de 3,2 pontos porcentuais para mais ou para menos.

Leia a íntegra da pesquisa.

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais