Imprensa livre e independente
23 de março de 2018, 14h14

Pesquisas do PT apontam Joaquim Barbosa como o principal adversário do Partido

O ex-ministro teria potencial de atrair parte do eleitorado petista, por sua história e perfil de centro-esquerda

A coluna de Mônica Bergamo informa que o PT recebeu pesquisas e análises que apontam um nome como o mais perigoso para as pretensões eleitorais do partido em 2018: Joaquim Barbosa. O ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), que apareceria com quase 10% em alguns cenários traçados para a legenda, teria potencial de atrair parte do eleitorado petista, por sua história e perfil de centro-esquerda —ainda que tenha condenado líderes da agremiação no processo do mensalão. As mesmas análises dizem que, depois de tudo o que aconteceu no Brasil, candidatos que seguem com o mesmo discurso, como Geraldo Alckmin (PSDB), Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva...

A coluna de Mônica Bergamo informa que o PT recebeu pesquisas e análises que apontam um nome como o mais perigoso para as pretensões eleitorais do partido em 2018: Joaquim Barbosa.

O ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), que apareceria com quase 10% em alguns cenários traçados para a legenda, teria potencial de atrair parte do eleitorado petista, por sua história e perfil de centro-esquerda —ainda que tenha condenado líderes da agremiação no processo do mensalão.

As mesmas análises dizem que, depois de tudo o que aconteceu no Brasil, candidatos que seguem com o mesmo discurso, como Geraldo Alckmin (PSDB), Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede) correriam o risco de “virar pó”.

Barbosa pode se filiar ao PSB, até 7 de abril, mesmo sem a garantia de ser candidato. Há um obstáculo: a legenda, em PE, quer se alinhar com o PT para evitar que Marília Arraes, neta de Miguel Arraes, se lance candidata pelo partido de Lula. Ela é considerada grave ameaça às pretensões do governador Paulo Câmara, candidato à reeleição.

Veja também:  Gilmar Mendes diz que Moro era chefe da Lava-Jato: “Dallagnol, está provado, é um bobinho”

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum