Imprensa livre e independente
04 de fevereiro de 2016, 12h08

Petição online pede investigação do ex-BBB Laércio

Tatuador de 53 anos afirmou em rede nacional que gosta de uma “novinha”. Em seu perfil no Facebook, ele admitiu ser efebófilo, quando um adulto sente atração sexual por adolescentes.

Tatuador de 53 anos afirmou em rede nacional que gosta de uma “novinha”. Em seu perfil no Facebook, ele admitiu ser efebófilo, quando um adulto sente atração sexual por adolescentes Por Redação O participante Laércio, eliminado do programa Big Brother Brasil, da TV Globo, afirmou em rede nacional que gosta de uma “novinha”. As declarações do tatuador de 53 anos chamaram a atenção do público e várias outras informações comprometedoras vieram à tona. Em seu perfil no Facebook, ele já admitiu ser efebófilo – quando um adulto tem atração sexual por adolescentes pubescentes ou pós-pubescentes, geralmente entre 13 e 17...

Tatuador de 53 anos afirmou em rede nacional que gosta de uma “novinha”. Em seu perfil no Facebook, ele admitiu ser efebófilo, quando um adulto sente atração sexual por adolescentes

Por Redação

O participante Laércio, eliminado do programa Big Brother Brasil, da TV Globo, afirmou em rede nacional que gosta de uma “novinha”. As declarações do tatuador de 53 anos chamaram a atenção do público e várias outras informações comprometedoras vieram à tona. Em seu perfil no Facebook, ele já admitiu ser efebófilo – quando um adulto tem atração sexual por adolescentes pubescentes ou pós-pubescentes, geralmente entre 13 e 17 anos.

A situação motivou o coletivo Imprensa Feminista a criar uma petição online para pedir ao Ministério Público Federal uma investigação sobre as condutas dele (para assinar, clique aqui). Além de páginas de supremacia racial, nazismo e armas, Laércio também curte a fanpage de Valentina, de 12 anos, que sofreu ataques e comentários de cunho sexual ao participar do programa MasterChef Júnior.

Veja também:  Trump comete gafe e chama Charles de "Príncipe das Baleias"

Mesmo antes de começar o BBB, uma pessoa teria denunciado seu comportamento na internet. “Ele já embebedou uma amiga minha de 15 anos, beijou e passou a mão pelo corpo todo dela! Vive dando em cima de menor, distribuindo bebida pras minas e falando que elas parecem mais velhas. Eu tô com raiva de ver ele na TV”, escreveu em um grupo fechado.

Entenda

O código penal considera crime a relação sexual ou ato libidinoso (todo ato de satisfação do desejo, ou apetite sexual da pessoa) praticado por adulto com criança ou adolescente menor de 14 anos. E fazer sexo com uma pessoa embriagada também é classificado, segundo a lei, como estupro de vulnerável. As denúncias podem ser feitas pelo número 100, o Disque Denúncia Nacional. A ligação é gratuita.

Foto de capa: Reprodução/Rede Globo

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum