12 de setembro de 2018, 09h55

Petrobras anuncia novo aumento da gasolina

Com isso, o preço do combustível passará de R$ 2,2069 para R$ 2,2294 a partir desta quinta-feira

Gasolina. Foto: Fernanda Carvalho / Fotos Públicas

A Petrobras voltou a subir o preço da gasolina nas refinarias, nesta quarta-feira (12), com aumento de 1,01%. Com isso, o preço do combustível passará de R$ 2,2069 para R$ 2,2294 a partir desta quinta-feira (13).

O último aumento ocorreu no dia 5 de setembro, quando o preço médio da gasolina foi elevado de R$ 2,1704 para 2,2069. O novo valor atingirá uma máxima dentro da política de reajustes diários, iniciada há mais de um ano.

Em março deste ano, a empresa mudou sua forma de reajustes, e passou a divulgar preços do litro da gasolina e do diesel vendidos pela companhia nas refinarias — e não mais os percentuais de reajuste.

Diesel

A estatal anunciou alta média no preço do diesel de 13,03% nas refinarias do país depois que a Agência Nacional do Petróleo (ANP) determinou os novos preços de comercialização do diesel, com aumentos que variam entre 10,55% e 14,43%. Na média do país, o preço do diesel passou de R$ 2,0316 para 2,2964 por litro nas refinarias. O preço será mantido até 29 de setembro.

Antes do anúncio da estatal sobre o aumento do diesel, o preço do produto permanecia estável em R$ 2,0316 por litro desde 1º de junho, quando a estatal reduziu em R$ 0,07 o valor. O compromisso foi originado da greve dos caminhoneiros, no fim de maio. Uma das principais reivindicações da categoria era redução no preço do diesel.

A Petrobras adota novo formato na política de ajuste de preços desde 3 de julho do ano passado. Pela nova metodologia, os reajustes acontecem com maior periodicidade, inclusive diariamente.

Desde o início da nova metodologia, o preço da gasolina nas refinarias acumula alta de 69,62% e, o do diesel, valorização de 69,46%, segundo o Valor Online.

Com informações do G1