Petrobras perde processo de US$ 622 milhões nos EUA | Revista Fórum
02 de julho de 2018, 21h34

Petrobras perde processo de US$ 622 milhões nos EUA

A informação foi divulgada pela companhia norte-americana, confirmando que o tribunal internacional de arbitragem considerou que a estatal violou contrato de perfuração

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

A Vantage Drilling International, empresa norte-americana,  informou nesta segunda-feira (2) que venceu uma disputa com a Petrobras em um tribunal de arbitragem internacional. De acordo com a companhia, a estatal nacional perdeu o processo de US$ 622 milhões (o equivalente a aproximadamente R$ 2,4 bilhões), segundo reportagem de Karina Trevizan, do G1.

A nota da Vantage afirma que o tribunal considerou que a Petrobras America (PAI) e Petrobras Venezuela Investments and Services (PVIS), subsidiárias da Petrobras, violaram um contrato de perfuração com a Vantage Deepwater. O vínculo entre as duas empresas, que provocou a disputa, é do ano de 2009. Em 2015, a Petrobras havia notificado a Vantage para o encerramento do contrato, alegando que a empresa norte-americana tinha violado seus termos. A Vantage, então, entrou com a ação alegando rescisão injusta.

A Vantage Drilling International se envolveu em uma denúncia em 2015 do Ministério Público Federal no Paraná, em uma investigação da Lava Jato sobre evasão de divisas decorrente de um contrato de afretamento de um navio sonda. Pela acusação, em troca de dinheiro, o ex-executivo da petroleira Jorge Zelada e o ex-diretor geral da área internacional da Petrobras Eduardo Vaz da Costa Musa beneficiaram a Vantage Drilling em um contrato com várias irregularidades de afretamento de um navio-sonda, em 2009. Em 2016, Zelada foi condenado a 12 anos e cadeia por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.