Imprensa livre e independente
31 de maio de 2018, 11h20

PF suspeita que contador de Temer seja laranja do coronel Lima na Rodrimar

Em depoimento à PF, o contador disse que foi colocado como gerente para administrar dinheiro de um único contrato —com a Rodrimar

De acordo com matéria publicada na Folha desta quinta-feira (31), a Polícia Federal encontrou o primeiro elo financeiro documentado que liga o coronel João Baptista Lima Filho, amigo de Michel Temer, e a Rodrimar. A empresa portuária é o principal alvo da investigação em andamento sobre o presidente. Segundo a investigação, a PF suspeita que o administrador da filial brasileira da Eliland, Almir Martins, seja um laranja do coronel. A empresa Eliland é braço de uma offshore sediada no Uruguai. Martins foi contador das campanhas eleitorais de Temer de 1994, 1998, 2002 e 2006, e trabalha até hoje em uma das empresas...

De acordo com matéria publicada na Folha desta quinta-feira (31), a Polícia Federal encontrou o primeiro elo financeiro documentado que liga o coronel João Baptista Lima Filho, amigo de Michel Temer, e a Rodrimar. A empresa portuária é o principal alvo da investigação em andamento sobre o presidente.

Segundo a investigação, a PF suspeita que o administrador da filial brasileira da Eliland, Almir Martins, seja um laranja do coronel. A empresa Eliland é braço de uma offshore sediada no Uruguai.

Martins foi contador das campanhas eleitorais de Temer de 1994, 1998, 2002 e 2006, e trabalha até hoje em uma das empresas de Lima, a Argeplan.

Em depoimento à PF, o contador disse que foi colocado como gerente para administrar dinheiro de um único contrato —com a Rodrimar. Martins não apontou os serviços prestados.

O depoimento diz que “[Almir] se recorda de um contrato firmado entre a Eliland e a Rodrimar, não se recordando o objeto nem os valores envolvidos em tal contrato, mas se lembrando que tais pagamentos ocorreram até o ano de 2010. Que a Eliland somente possuía contrato com a empresa Rodrimar”.

Veja também:  Investigado, ex-assessor de gabinete de Bolsonaro não tem registro de entrada na Câmara

 

Leia a matéria completa na Folha

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum