PGR afirma ao STF que concorda com prorrogação de inquérito sobre Romero Jucá | Revista Fórum
02 de julho de 2018, 17h55

PGR afirma ao STF que concorda com prorrogação de inquérito sobre Romero Jucá

A suspeita é que senador do MDB tenha recebido R$ 10 milhões em propina da Odebrecht e da Andrade Gutierrez para ajudar as empresas em relação à licitação do Projeto Madeira

A Procuradoria-Geral da República (PGR) mandou parecer ao Supremo Tribunal Federal (STF), nesta segunda-feira (2), informando que concorda com a prorrogação de um dos inquéritos abertos para investigar o senador Romero Jucá (MDB-RR). A informação é do Blog do Matheus Leitão, do G1. A manifestação da PGR foi enviada depois de solicitação da Polícia Federal, que pediu mais 60 dias de prazo para terminar as apurações.

A suspeita é que Romero Jucá tenha recebido R$ 10 milhões em propina da Odebrecht e da Andrade Gutierrez para ajudar as empresas em relação à licitação do Projeto Madeira (Usina Hidrelétrica de Santo Antônio). O ministro do Supremo, Edson Fachin, é o relator do inquérito e será o responsável por decidir pela prorrogação das investigações. O STF entrou em recesso nesta segunda e só volta às atividades no dia 1º de agosto.