Imprensa livre e independente
30 de dezembro de 2017, 09h35

Piauí é o primeiro estado a autorizar a produção de remédio derivado da maconha

Decreto que permite a produção de canabidiol no estado foi assinado pelo governador Wellington Dias (PT).

Decreto que permite a produção de canabidiol no estado foi assinado pelo governador Wellington Dias (PT). Da Redação* O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), assinou autorização para a produção de canabidiol, substância presente na planta da maconha, a Cannabis sativa. Os estudos e o processamento da substância ficarão a cargo do Ceir (Centro Integrado de Reabilitação) e das universidades federal e estadual, que fabricarão o medicamento, com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi). Ajude a Fórum a fazer a cobertura do julgamento do Lula. Clique aqui e saiba mais. O trabalho começa já...

Decreto que permite a produção de canabidiol no estado foi assinado pelo governador Wellington Dias (PT).

Da Redação*

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), assinou autorização para a produção de canabidiol, substância presente na planta da maconha, a Cannabis sativa. Os estudos e o processamento da substância ficarão a cargo do Ceir (Centro Integrado de Reabilitação) e das universidades federal e estadual, que fabricarão o medicamento, com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi).

Ajude a Fórum a fazer a cobertura do julgamento do Lula. Clique aqui e saiba mais.

O trabalho começa já no início do ano e, ainda em 2018, o estado espera contar com uma câmara setorial de biotecnologia para apoiar a produção. Para o governador, a iniciativa beneficiará pessoas que sofrem com convulsões e epilepsias.

“Antes importávamos o canabidiol da Califórnia e de Israel, o que gerava um custo muito elevado e, a partir da autorização da produção, o Piauí passa a produzir seu próprio produto, com um investimento de cerca de R$ 1 milhão”, diz.

Tanto no Piauí, quanto em outras partes do país, muitas ações tramitam na Justiça envolvendo pessoas que pedem o direito de cultivar maconha em casa para retirar a substância visando o uso medicinal. No estado, que é o primeiro a liberar a produção do canabidiol, pesquisas já vinham sendo realizadas desde o primeiro semestre deste ano.

Veja também:  Venda de maconha legal no Canadá gera R$533 milhões em impostos para governo

*Com informações do Estadão e de O Dia

Foto: Divulgação

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum