Imprensa livre e independente
12 de janeiro de 2018, 14h37

PM mata flanelinha que jogou água no parabrisa de seu carro

O próprio cabo se apresentou à Divisão de Homicídios (DH) e os delegados de plantão entenderam que ele poderá responder pelo crime em liberdade

O próprio cabo se apresentou à Divisão de Homicídios (DH) e os delegados de plantão entenderam que ele poderá responder pelo crime em liberdade Da Redação* O flanelinha Romário de Oliveira Resende jogou água para limpar o parabrisa do carro do cabo Leandro Augusto Graciano. O PM pediu para que o flanelinha parasse, mas ele insistiu. Irritado, Leandro saiu do carro e disparou para o chão. Romário, então, pegou uma pedra. Nesse momento, o policial atirou mais uma vez, desta vez em direção ao flanelinha, que foi atingido e morreu na hora. Ajude a Fórum a fazer a cobertura do...

O próprio cabo se apresentou à Divisão de Homicídios (DH) e os delegados de plantão entenderam que ele poderá responder pelo crime em liberdade

Da Redação*

O flanelinha Romário de Oliveira Resende jogou água para limpar o parabrisa do carro do cabo Leandro Augusto Graciano. O PM pediu para que o flanelinha parasse, mas ele insistiu. Irritado, Leandro saiu do carro e disparou para o chão. Romário, então, pegou uma pedra. Nesse momento, o policial atirou mais uma vez, desta vez em direção ao flanelinha, que foi atingido e morreu na hora.

Ajude a Fórum a fazer a cobertura do julgamento do Lula. Clique aqui e saiba mais.

O crime aconteceu na noite desta quinta-feira (11), na esquina da Avenida Cesário de Melo com Rua Madre Teresa, próximo ao Hospital Rocha Faria, em Campo Grande, Zona Oeste do Rio.

Outras duas pessoas acabaram feridas por estilhaços de vidro e foram levadas para o Hospital Rocha Faria.

O próprio cabo se apresentou à Divisão de Homicídios (DH) e os delegados de plantão entenderam que ele poderá responder pelo crime em liberdade.

Veja também:  VÍDEO: Policiais militares espancam carroceiro na Zona Oeste de SP

*Com informações do G1

Foto: Reprodução Rede Globo

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum