Imprensa livre e independente
21 de dezembro de 2018, 13h47

Polícia encontra euros, dólares e pesos colombianos na cela de Pezão

Os valores apreendidos, convertidos para o Real, ultrapassam os R$ 100 que o governador, como qualquer outro preso, pode ter na cela

Foto: Reprodução/TV Globo
Foram encontrados 70 euros, 36 dólares, 6 mil pesos colombianos e 25 ienes com o governador Luiz Fernando Pezão, durante vistoria feita por agentes da Corregedoria da PM no Complexo Prisional da Polícia Militar, no bairro do Fonseca, em Niterói, município da Região Metropolitana do Rio. Os valores apreendidos com Pezão, convertidos para o Real, ultrapassam os R$ 100 que o governador, como qualquer outro preso, pode ter na cela. Participaram da inspeção 100 policiais militares e 160 agentes das Forças Armadas. Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais...

Foram encontrados 70 euros, 36 dólares, 6 mil pesos colombianos e 25 ienes com o governador Luiz Fernando Pezão, durante vistoria feita por agentes da Corregedoria da PM no Complexo Prisional da Polícia Militar, no bairro do Fonseca, em Niterói, município da Região Metropolitana do Rio.

Os valores apreendidos com Pezão, convertidos para o Real, ultrapassam os R$ 100 que o governador, como qualquer outro preso, pode ter na cela. Participaram da inspeção 100 policiais militares e 160 agentes das Forças Armadas.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

Também foram encontrados sete celulares na área comum nos fundos da cadeia, fora das celas.

“Os responsáveis pela posse de objetos não permitidos serão ouvidos e sofrerão punições disciplinares previstas na legislação penal e no regulamento interno da Unidade Prisional”, informou a Polícia Militar.

A vistoria foi feita pela Polícia Militar (PM), com o apoio das Forças Armadas. Esta foi a terceira vistoria feita na unidade neste mês e a primeira com a participação de homens do Exército, no âmbito da intervenção federal.

Veja também:  Acusado de matar Marielle, vizinho de Bolsonaro tinha facilidades para importar armas como "colecionador e atirador"

De acordo com o Comando Conjunto, 260 homens participaram da ação, sendo 160 das Forças Armadas e 100 da Polícia Militar. O objetivo era realizar inspeção visual e varredura com aparelhos eletromagnéticos nas instalações da unidade prisional, para localizar materiais não permitidos.

Com informações do JB e do Estadão

Agora que você chegou ao final desse texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum