13 de junho de 2018, 14h57

Polícia Federal conclui que Geddel esteve em local de entrega das malas de propina

Depois de rastrear o celular do ex-ministro do MDB baiano, PF confirma que ele esteve no aeroporto de Salvador, local onde recebida o dinheiro, de acordo com Lúcio Funaro

(FOTO: Valter Campanato/Agência Brasil)

De acordo com investigações da Polícia Federal, o ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB-BA) esteve no local de ponto de entrega de propina, indicado pelo operador financeiro Lúcio Funaro. A informação é do G1 e GloboNews.

A confirmação foi possível em função do rastreamento do celular de Geddel. Por intermédio da investigação, apareceram datas e horários em que Funaro afirmou ter levado malas de dinheiro para o ex-ministro. Ainda de acordo com a PF, Geddel esteve nas proximidades do aeroporto de Salvador onde, havia um hangar usado pelo ex-ministro para receber o dinheiro, segundo denúncia de Funaro.

Os investigadores descobriram a localização de Geddel porque ele usou o celular para fazer ligações, boa parte delas para o deputado cassado Eduardo Cunha (MDB-RJ), que utilizava Funaro como operador de propinas, de acordo com as investigações. Todo, 16 pessoas foram indiciadas na Operação Cui Bono, entre políticos, operadores e ex-dirigentes da Caixa Econômica Federal (CEF).


#tags