Imprensa livre e independente
16 de novembro de 2016, 15h56

Policiais abandonam pelotão na Alerj e se juntam a manifestantes

Mais cedo, a PM reprimiu com violência os servidores que protestavam contra o pacote de austeridade promovido pelo governo do Estado. Assista Por Redação Dois policias do batalhão do choque abandonaram o pelotão do Choque que estava reprimindo o protesto em frente a Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro) na tarde desta quarta-feira (16) e se juntaram aos manifestantes. Milhares de servidores do estado do Rio de Janeiro protestam no prédio da Assembleia contra o pacote de medidas de austeridade proposto pelo governo de Luiz Fernando Pezão para atenuar a crise econômica pela qual passa o estado. A proposta,...

Mais cedo, a PM reprimiu com violência os servidores que protestavam contra o pacote de austeridade promovido pelo governo do Estado. Assista

Por Redação

Dois policias do batalhão do choque abandonaram o pelotão do Choque que estava reprimindo o protesto em frente a Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro) na tarde desta quarta-feira (16) e se juntaram aos manifestantes.

Milhares de servidores do estado do Rio de Janeiro protestam no prédio da Assembleia contra o pacote de medidas de austeridade proposto pelo governo de Luiz Fernando Pezão para atenuar a crise econômica pela qual passa o estado. A proposta, que será discutida hoje pelos deputados, ficou conhecida como “pacote de maldades”, pois prevê, entre outros cortes, o aumento de impostos, corte de programas sociais e secretarias e reajuste do Bilhete Único.

Se você está gostando desta matéria, apoie a Fórum se tornando sócio. Pra fazer jornalismo de qualidade nós precisamos do seu apoio.

Boa parte dos servidores que protestam em frente a Alerj são policiais militares, civis, e bombeiros – ativos e aposentados.

Veja também:  Olavo de Carvalho apresenta queixa-crime contra Caetano Veloso e o chama de “canalha”

Assista aos vídeos:

 

Foto de Capa: Julio Trindade/Facebook

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum