Imprensa livre e independente
29 de outubro de 2018, 16h51

Policial ameaça ex-professora da Cásper Líbero nas redes sociais

Ela se sentiu ameaçada pela postagem, já que ele tem porte de arma. Ela não trabalha mais na faculdade

Foto: Giorgia Cavicchioli
Um policial civil fez um comentário ameaçador em um post em que expõe uma professora que trabalhava na Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo. O post foi feito após a vitória de Jair Bolsonaro nas eleições presideciais, no último domingo (28). Em resposta ao post do repórter João Leite Neto, em que ele diz que o povo democraticamente rejeita o PT, o policial Herbert Luiz Dias Gonçalves perguntou se ele conhecia a professora Cilene Victor, da Cásper. Segundo ele, a professora é “esquerda extremista, está coordenando com seus alunos na Fundação Cásper Líbero, querendo a resistência na base da força”....

Um policial civil fez um comentário ameaçador em um post em que expõe uma professora que trabalhava na Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo. O post foi feito após a vitória de Jair Bolsonaro nas eleições presideciais, no último domingo (28).

Em resposta ao post do repórter João Leite Neto, em que ele diz que o povo democraticamente rejeita o PT, o policial Herbert Luiz Dias Gonçalves perguntou se ele conhecia a professora Cilene Victor, da Cásper.

Segundo ele, a professora é “esquerda extremista, está coordenando com seus alunos na Fundação Cásper Líbero, querendo a resistência na base da força”. A própria Cilene respondeu o comentário, dizendo que iria conversar com a Corregedoria da polícia, pois tinha se sentido ameaçada.

Além disso, ela lembrou que não é mais professora da Cásper. “Você acabou de cometer um erro grave”, disse ela. “Como você é policial e tem porte de arma, sua atitude me faz acender uma lanterna e, por isso, torno pública a ameaça a qual você me expôs”, afirmou Cilene.

Foto: Reprodução

Veja também:  Sportlight denuncia que pauta de offshore em paraíso fiscal de filho de FHC foi recusada pela grande mídia

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum