24 de maio de 2018, 22h16

Por unanimidade, justiça absolve Pimentel em ação movida pelo PSDB

Derrotado por Fernando Pimentel nas eleições para o governo de Minas Gerais em 2014, o PSDB entrou na Justiça contra o petista sob a acusação de irregularidades no financiamento de sua campanha daquele ano

Foto: Veronica Manevy
O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Minas Gerais absolveu por unanimidade, nesta quinta-feira (24), o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), em uma ação movida contra o petista pelo PSDB, partido de Pimenta da Veiga, derrotado por Pimentel nas eleições de 2014. Logo após as eleições, a coligação do partido derrotado em primeiro turno entrou com uma representação na justiça eleitoral, visando inviabilizar a posse de Pimentel, em que acusava o atual governador de ter cometido irregularidades no financiamento de sua campanha. De acordo com o PSDB, Pimentel teria extrapolado o limite de gastos em quase R$10 milhões. Os...

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Minas Gerais absolveu por unanimidade, nesta quinta-feira (24), o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), em uma ação movida contra o petista pelo PSDB, partido de Pimenta da Veiga, derrotado por Pimentel nas eleições de 2014.

Logo após as eleições, a coligação do partido derrotado em primeiro turno entrou com uma representação na justiça eleitoral, visando inviabilizar a posse de Pimentel, em que acusava o atual governador de ter cometido irregularidades no financiamento de sua campanha. De acordo com o PSDB, Pimentel teria extrapolado o limite de gastos em quase R$10 milhões.

Os cinco juízes do TRE, no entanto, atestaram que Pimentel não cometeu nenhuma irregularidade. O governador ainda não se pronunciou sobre a decisão.

Leia também

Suspensa tramitação do pedido de impeachment de Fernando Pimentel em Minas Gerais