22 de janeiro de 2018, 10h30

Porto Alegre recebe milhares de pessoas para marcha em defesa de Lula

Manifestantes iniciaram a Marcha da Via Campesina por volta das 6h30 e seguiram até o acampamento pela Democracia do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Manifestantes iniciaram a Marcha da Via Campesina por volta das 6h30 e seguiram até o acampamento pela Democracia do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Da Redação Porto Alegre recebeu milhares de militantes de movimentos sociais mobilizados em caravanas de todo o país, na Marcha da Via Campesina, da Frente Brasil Popular, com objetivos específicos: defender a democracia e prestar solidariedade e apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que terá seu recurso julgado nesta quarta-feira (24), pelo TRF-4, na capital gaúcha. Logo cedo, por volta das 6h30, os manifestantes se concentraram na Ponte do Rio Guaíba e...

Manifestantes iniciaram a Marcha da Via Campesina por volta das 6h30 e seguiram até o acampamento pela Democracia do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Da Redação

Porto Alegre recebeu milhares de militantes de movimentos sociais mobilizados em caravanas de todo o país, na Marcha da Via Campesina, da Frente Brasil Popular, com objetivos específicos: defender a democracia e prestar solidariedade e apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que terá seu recurso julgado nesta quarta-feira (24), pelo TRF-4, na capital gaúcha. Logo cedo, por volta das 6h30, os manifestantes se concentraram na Ponte do Rio Guaíba e seguiram em marcha pelas ruas da cidade. A Fórum transmitiu ao vivo toda a caminhada e vai continuar acompanhando os eventos que antecedem o julgamento de Lula.

Ajude a Fórum a fazer a cobertura do julgamento do Lula. Clique aqui e saiba mais.

Por volta das 9h45, os manifestantes entraram em uma das principais vias do centro de Porto Alegre, a Avenida Borges de Medeiros, que foi interrompida para a caminhada. Às 10 horas, após 7,6 quilômetros de marcha, os militantes chegaram ao acampamento pela Democracia do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), localizado no Anfiteatro Pôr do Sol. Segundo os organizadores, cerca de 3 mil trabalhadores participaram da marcha. Durante o dia e até o dia 24 haverá uma série de atividades políticas, antecedendo o julgamento de Lula.

Marcaram presença, também, os deputados Paulo Pimenta e Maria do Rosário, o ex-prefeito de Porto Alegre e governador do Rio Grande do Sul, Olívio Dutra, o ex-ministro Alexandre Padilha, a senadora e presidenta do PT, Gleisi Hoffmann, o senador Lindbergh Farias, o presidente do MST, João Pedro Stédile, entre outros.

Fotos: Divulgação