Imprensa livre e independente
18 de fevereiro de 2014, 13h19

Prefeita do PT ameaçada de morte se reúne com Rui Falcão

Bett Sabah, prefeita de Rondolândia (MT), teve que mudar os filhos de escolas por segurança e denunciou que a sua cabeça está valendo R$ 130 mil

Bett Sabah, prefeita de Rondolândia (MT), teve que mudar os filhos de escolas por segurança e denunciou que a sua cabeça está valendo R$ 130 mil Por Redação Prefeita de Rondolândia sofre ameaças de morte desde 2013 Nesta segunda-feira (17) a prefeita de Rondolândia (MT), Bett Sabah, veio a Brasília para se reunir com o presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), Rui Falcão, e solicitar ajuda para conter a crescente onda de violência no município. Bett, que também é presidenta do PT em Rondolândia, está recebendo ameaças de morte desde 2013 por ações da sua gestão. Segundo ela, parte...

Bett Sabah, prefeita de Rondolândia (MT), teve que mudar os filhos de escolas por segurança e denunciou que a sua cabeça está valendo R$ 130 mil

Por Redação

Prefeita de Rondolândia sofre ameaças de morte desde 2013

Nesta segunda-feira (17) a prefeita de Rondolândia (MT), Bett Sabah, veio a Brasília para se reunir com o presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), Rui Falcão, e solicitar ajuda para conter a crescente onda de violência no município. Bett, que também é presidenta do PT em Rondolândia, está recebendo ameaças de morte desde 2013 por ações da sua gestão. Segundo ela, parte do problema se deve a tentativas de coibir a corrupção na região, que convive com o tráfico e disputas de terras.

“Por conta das ameaças precisei mudar meus filhos da escola, me sinto insegura para andar pelo município e já recebi informações de que estão pagando R$130 mil para quem me matar. Aceitei ser presidenta do meu partido porque meus companheiros estão assustados e com medo das ameaças” lamenta Sabah.

Veja também:  Suspeito de corrupção judicial, Moro vai ganhar principal comenda de SP de Doria

O presidente Rui Falcão está em contato com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, para que se tomem medidas de apoio ao caso, que já foi apresentado à Secretaria de Segurança de Mato Grosso. O deputado federal Ságuas Moraes (PT-MT) está acompanhando a situação da prefeita e atua junto ao governo do estado para uma rápida solução.

Bett Sabah foi eleita em 2012 em uma disputa acirrada, conquistando a vitória com diferença de apenas três votos. Enfermeira por formação, sua gestão investe prioritariamente em saúde, educação e na infraestrutura da cidade, o que vem gerando conflitos com grupos criminosos da região.

Casos de violência contra políticos e gestores públicos são frequentes no município, que apresenta um número alarmante de mortes, já tendo havido o assassinato de um ex-presidente do PT, morto a tiros na véspera das eleições de 2012, além do ex-vereador Rubson de Carvalho, conhecido como Rubão; do líder religioso padre Ezequiel e do indigenista e ex-presidente da Funai Apoena Meireles.

Veja também:  Bancada do PT comemora Greve Geral e afirma que vai atuar para derrubar reforma da Previdência

Rondolândia é um município do interior do Mato Grosso e que fica na divisa com Rondônia, criado em 1998 depois de ser desmembrado de Aripuanã. Desde a criação, a cidade vem sofrendo com o problema da violência e não possui meios para combatê-la, uma vez que o efetivo de segurança se resume a quatro policiais que tem o dever de proteger os mais de 3,7 mil habitantes. Além disso, o município também não possui um delegado ou juiz, sendo que os mais próximos estão a uma distância de 1.200 km, o que agrava a situação de risco.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum